Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Exame do Lacen descarta morte por Gripe A em Apucarana

Loading...

RESULTADO NEGATIVO

Exame do Lacen descarta morte por Gripe A em Apucarana

Vacina contra gripe é liberadapara população em geral. Foto: imagem ilustrativa-arquivo TN

A 16ª Regional de Saúde (RS) de Apucarana recebeu no final da noite de terça-feira (9) resultado de exame do Laboratório Central do Estado (Lacen) para apurar a causa da morte de um homem de 59 anos residente na cidade. A suspeita, por conta dos sintomas, era de que se tratava do primeiro caso de morte do ano causado pelo vírus H1N1 (Gripe A), mas o resultado deu negativo.

De acordo com 16ª RS, o paciente residia no Núcleo Residencial Afonso Alves Camargo, na zona norte de Apucarana, e teve os primeiros atendimentos realizados na cidade, sendo posteriormente internado em Arapongas. A coleta do material para exame foi feita no último dia 2 e a 16ª RS aguardava o resultado do Lacen.

Neste ano, a incidência das formas mais graves da gripe tem sido menor. Até agora, conforme o último relatório da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), foram registrados 2,7 mil casos no estado e 314 óbitos no Paraná. No ano passado, no mesmo período, eram 4,8 mil casos e 673 óbitos.

Na área da 16ª RS, até agora, foram confirmados 5 casos de gripe A e influenza B em Apucarana, Jandaia do Sul e Faxinal. Em agosto do ano passado, eram 19 casos confirmados e oito óbitos.

Vacinação em andamento
A campanha de vacinação contra a gripe continua em andamento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).  Em Apucarana, além do público alvo inicial da campanha nacional - idosos, doentes crônicos, puérperas, gestantes, professores, trabalhadores de saúde  e crianças -, podem se vacinar:

Bombeiros,  garis, cobradores e motoristas de ônibus de transporte público; cuidadores de pessoas vulneráveis (como idosos e acamados), população em situação de rua, veterinários, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogo, farmacêuticos; motoristas responsáveis pelo transporte escolar; profissionais de estabelecimentos de ensino público e privado, como orientadoras educacionais, merendeiras, pedagogos e porteiros. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias