Mais lidas
Apucarana

Apucarana lidera ranking da geração de emprego no Paraná

.

Foto: Divulgação/Imagem ilustrativa
Foto: Divulgação/Imagem ilustrativa

O município de Apucarana conquistou no mês de junho um resultado histórico. A cidade lidera o ranking de geração de empregos no Paraná, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Ao longo do mês foram registradas 1.178 admissões, enquanto no mesmo período houve 1.008 desligamentos. O saldo é de 170 novos postos de trabalho com carteira assinada.

Os dados foram divulgados nesta semana pelo Observatório do Trabalho do Paraná, vinculado à Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju). Em segundo lugar ficou Colombo (saldo positivo de 165), em terceiro está Piraí do Sul (saldo 156), em quarto Paranavaí (saldo 151) e em quinto o município de Medianeira (saldo 148).

O prefeito de Apucarana, Beto Preto, comemora o resultado ressaltando que Apucarana já havia obtido um bom desempenho em maio, quando fechou o mês em 4º lugar, e agora alcançou o 1º lugar em junho. “Apesar de os números oscilarem muito ao longo dos meses, Apucarana apresenta uma situação consolidada em 2017. A retomada é verificada desde janeiro e o Município fechou o semestre em 5º lugar no Estado”, observa Beto Preto.

No mês de junho, Apucarana foi também na contramão dos números finais registrados no Estado. Apesar da retomada na geração de empregos na soma dos outros meses do semestre, o mês de junho apresentou uma oscilação negativa em quase metade dos municípios paranaenses. Em todo o Estado, ocorreram 85.906 admissões e 89.467 demissões, resultando em saldo negativo de 3.561.

O prefeito de Apucarana frisa que o desempenho foi alavancado pelos setores de confecções e da construção civil. “De acordo com dados da Agência do Trabalhador de Apucarana, a construção civil contratou 250 trabalhadores no mês de junho e fez somente 42 desligamentos. O saldo positivo, neste setor específico, foi de 208 vagas de trabalho”, informa Beto Preto.

O setor da construção civil, que vem crescendo com a verticalização urbana – estimulada pelo novo Plano Diretor -, recebeu na semana passada mais uma boa notícia, apontando um cenário promissor. “Um grupo de empresários anunciou o investimento de R$ 80 milhões na construção de um centro corporativo com 24 andares, que será o maior da cidade. Isso mostra a confiança dos investidores e a credibilidade que o Município desfruta”, completa Beto Preto.

O gerente da Agência do Trabalhador de Apucarana, Rodrigo Liévori, afirma que o setor de confecções também contribuiu para que Apucarana assumisse a liderança no ranking do emprego no Paraná. “O setor estava passando dificuldades no ano passado, quando apresentava mais demissões do que admissões. A situação evoluiu em 2017 a ponto de no mês de junho o setor ter alcançado um saldo positivo. Foram 315 admissões contra 306 demissões”, contextualiza Liévori.

Resultado hstórico
O resultado, conforme o gerente da Agência do Trabalhador de Apucarana, é histórico. “Fechar o primeiro semestre em 5º lugar e o mês de junho em 1º lugar é realmente um resultado histórico e que demonstra a correção das políticas de atração de investimento e de apoio às empresas locais”, frisa Liévori.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber