Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Polícia de Apucarana encontra dois corpos decapitados em fossa desativada 

Loading...

CRIME MACABRO

Polícia de Apucarana encontra dois corpos decapitados em fossa desativada 

Bombeiro desce em poço para retirar corpo de moça assassinada por traficantes - Foto: Fernanda Neme

Dois corpos esquartejados e decapitados foram localizados dentro de um poço no fundo de ferro velho na manhã desta quarta-feira (2) na Rua João Matiuzzi, no Parque Bela Vista, na zona norte de Apucarana (norte do Paraná). Os cadáveres foram encontrados em um poço desativado com 20 metros de profundidade, aos fundos de um ferro-velho. 

Os corpos seriam de Arislian Glenda Lemos, 24 anos e Valdecir Amarildo Gonçalves, 52 anos. A polícia chegou até os nomes através de investigações, contudo, a confirmação só será possível após laudo do Instituto Médico Legal (IML).

Segundo o delegado chefe da 17ª SDP de Apucarana, José Aparecido Jacovós, a equipe do setor especializado na investigação de homicídios recebeu uma denúncia na madrugada dando conta que pessoas iriam desenterrar um corpo que estaria em um cafezal nos fundos de uma chácara e iriam incendiá-lo em meio a pneus. Isso realmente foi constato pelos investigadores.

"Acionamos o Corpo de Bombeiros, o IML e a Criminalística. Os Bombeiros desceram até o fundo do poço e realmente localizaram dois corpos humanos, um masculino e outro feminino, esquartejados, decapitados e já em avançado estado de decomposição", relatou Jacovós.

Morta por traficantes
Segundo o delegado, a moça de 24 anos era usuária de drogas e estava desaparecida há 72 dias. Ela tem um filho de dois anos e seria usuária. Familiares da jovem suspeitam que ela foi morta por traficantes em razão de dívidas relacionadas a drogas ou outra coisa do tipo.


Rua foi interditada pela polícia
Imagem: Reprodução/WhatsApp

Prisão
Por volta de 1 hora, um rapaz com uma carriola e uma faca foi preso em um cafezal próximo ao local. Marcos Rafael Bota, de 29 anos, havia saído da cadeia há dois dias,após ser preso por envolvimento com drogas. Agora ele vai responder, a princípio, por ocultação de cadáver.

Mãe desesperada e filho de 2 anos
A mãe de uma moça que está desaparecida foi na terça-feira (2) à tarde à 17ª Subdivisão Policial (SDP) para tratar com a polícia sobre o desaparecimento da filha e estava desesperada com o sumiço. Arislian tem um filho de 2 anos e é dependente química desde os 14 anos. Ela já havia sido internada várias vezes e em uma ocasião sumiu por 40 dias.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias