Apucarana

Autarquia faz alerta para tratamento de tuberculose; são 13 casos neste ano em Apucarana

Da Redação ·
Tratamento contra doença é longo e não pode ser interrompido | Foto: Divulgação
Tratamento contra doença é longo e não pode ser interrompido | Foto: Divulgação

Tratável e curável, a tuberculose continua sendo uma doença classificada como problema de saúde pública. Em Apucarana, segundo dados da Autarquia Municipal de Saúde (AMS) foram diagnosticados 21 casos no ano passado, neste já são 13 diagnósticos positivos. Três mortes foram registradas no município desde 2015.

continua após publicidade

“Podemos afirmar que o número de pessoas com tuberculose em Apucarana é superior aos que chegam ao conhecimento da saúde”, alerta coordenador do setor de epidemiologia, Luciano Pereira da Silva, com base em dados estatísticos do Ministério da Saúde.

O diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta, explica que toda pessoa que apresenta tosse por mais de duas ou três semanas são chamadas de sintomáticos respiratórios. E, de acordo com estatística do Ministério da Saúde, anualmente 1% da população apresenta esse quadro, dos quais de 4 a 5% resultam em positividade para tuberculose.Com cerca de 130 mil habitantes, Apucarana teria, portanto, 1.300 pacientes sintomáticos respiratórios e, consequentemente, de 52 a 65 pessoas contraindo a tuberculose a cada ano.

continua após publicidade

“Se essas pessoas não iniciarem o tratamento o mais rápido possível vão espalhar a contaminação para outras pessoas, em especial aos mais próximos, como amigos e familiares”, enfatiza o coordenador do setor de epidemiologia, Luciano Silva.
Para identificar, tratar e curar os portadores da tuberculose a autarquia lançou, em fevereiro, o Plano Municipal de Controle de Tuberculose. As primeiras ações intensificaram a capacitação dos profissionais que atuam na atenção básica. “São estes profissionais, durante as visitas domiciliares, os primeiros a terem contato com o doente e cabe a eles o encaminhamento para o início do tratamento”, afirma Kaneta.

A tuberculose é uma doença contagiosa que afeta principalmente os pulmões, sendo transmitida por via aérea em praticamente a totalidade dos casos. A infecção ocorre a partir da inalação de gotículas contendo bacilo de Koch expelidos pela tosse, fala ou espirro do doente. O diagnóstico é feito pelo exame do escarro, um método simples e rápido. 

Ofertado gratuitamente na rede pública de saúde, o tratamento da tuberculose é feito com 4 comprimidos diários na fase de ataque (2 meses). O tratamento, no entanto, dura 6 meses e leva à cura da doença, desde que o paciente faça com uso diário da medicação. Conforme norma do Ministério da Saúde, todo paciente com tuberculose deve ter acompanhamento.