Apucarana

Mais de 3 mil domicílios ficam sem energia elétrica após pipa cair nos fios em Apucarana

Da Redação ·
Pipa caiu nos fios da rede elétrica e deixou domicílios sem energia. Foto: Divulgação/Copel
Pipa caiu nos fios da rede elétrica e deixou domicílios sem energia. Foto: Divulgação/Copel

A Companhia Paranaense de Energia Elétrica do Paraná (Copel) registrou um desligamento na rede que corta os bairros Afonso Alves de Camargo, Parque Bela Vista, Cidade Alta e Jardim Itália, na zona norte de Apucarana (norte do Paraná), provocado pelo contato de uma pipa com a fios elétricos, nas proximidades da subestação situada no Jardim Diamantina.

continua após publicidade

Em consequência do curto-circuito provocado pelo objeto, 3.105 domicílios ficaram sem energia, das 14h32 às 15h37. De acordo com a Copel, os desligamentos ocasionados por esses brinquedos na rede elétrica são mais frequentes neste período de estiagem e ventos mais constantes. 

Há ainda a preocupação com o risco de acidentes que podem acontecer com crianças e jovens que se arriscam soltando pipa perto da rede elétrica.

continua após publicidade

Desligamentos por objetos lançados à rede elétrica
aumentaram 50% no primeiro semestre deste ano
Quando a chuva dá uma trégua, a brincadeira com pipas ganha as ruas e praças das cidades. Mas um dos passatempos preferidos das crianças pode resultar em acidentes graves, e por isso a Copel volta a fazer um alerta aos pais e responsáveis: soltar pipa, só longe da rede elétrica.

Além do risco de acidentes, as pipas e outros objetos lançados à rede elétrica provocam falta de luz – só no primeiro semestre deste ano, foram 3.300 desligamentos causados por essas ocorrências em todo o Paraná, um aumento de 50% na comparação com o mesmo período, em 2016. 

Londrina
No início desta semana a situação foi registrada no Jardim Piza, em Londrina, onde 400 casas ficaram sem luz por cerca de uma hora, em decorrência de um curto-circuito causado por pipa.

continua após publicidade

De acordo com o diretor da Copel Distribuição, Maximiliano Orfali, a preocupação maior é com o risco de acidentes com as crianças. “Temos um trabalho constante junto às escolas, informando os alunos sobre o uso seguro da energia elétrica. Mas precisamos da ajuda dos pais e responsáveis para garantir que essas orientações sejam colocadas em prática”, enfatiza.

Local longe da rede
Para evitar acidentes, a situação ideal é encontrar um local longe da rede elétrica para a brincadeira, como praças ou campos abertos. Outra dica importante levada pelos técnicos da Copel aos estudantes é que jamais se utilizem materiais metálicos e cerol na confecção da pipa, pois conduzem energia elétrica e potencializam o risco de choque. 

Nunca puxar
Por fim, caso o brinquedo enrosque na fiação, é um perigo tentar puxá-lo de volta – ao balançar os cabos da rede elétrica, eles se aproximam, o que pode causar um curto-circuito e até o rompimento da fiação.

Com informações da Copel