Apucarana

Estacionamento subterrâneo para 200 veículos no centro volta a ser cogitado

Da Redação ·
Estacionamento subterrâneo seria construído na parte frontal da Catedral Nossa Senhora de Lourdes - Foto: TNONLINE
Estacionamento subterrâneo seria construído na parte frontal da Catedral Nossa Senhora de Lourdes - Foto: TNONLINE

A construção de um estacionamento no subsolo da Praça Rui Barbosa, como solução para resolver o problema para falta de vagas no entorno da Catedral Nossa Senhora de Lourdes, na área central de Apucarana, voltou a ser cogitada ontem (24) pelo Monsenhor Roberto Carrara, durante solenidade no quartel central do Corpo de Bombeiros. Segundo o religioso , o estacionamento de dois andares seria construído sob os espelhos d'água, na parte frontal da catedral, e teria capacidade para cerca de 200 veículo. "Já conversamos sobre isso com o prefeito Beto Preto, que acenou positivamente sobre a possibilidade de discutir essa questão", disse Carrara.

continua após publicidade

A construção do estacionamento já foi alvo de estudo do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), da prefeitura. Técnicos da administração avaliaram a viabilidade da obra dentro de um pacote de propostas para melhorar a mobilidade urbana na cidade.

O estudo foi realizado justamente após o Monsenhor Roberto Carrara defender publicamente a regulamentação de vagas em trecho da praça pertencente à Igreja e a criação de um estacionamento subterrâneo como forma de resolver o uso irregular do local aos domingos, nos horários das missas. O levantamento foi motivado ainda pela falta de vagas no entorno da praça, que concentra comércio e rede bancária.

continua após publicidade

De acordo com o Idepplan , há pouco mais de 200 vagas para estacionamento de veículos no entorno da praça, entre as de uso geral e as reservadas para taxistas, idosos, deficientes físicos e de curta duração. Técnicos avaliaram a viabilidade de construir o estacionamento sob o atual espelho d’ água. Os estudos apontaram que em um andar seria possível colocar 100 carros.

Alto investimento
Engenheiros e arquitetos observam, no entanto que, além do alto investimento necessário, uma obra deste porte pode acarretar muitos transtornos no centro da cidade. A Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Apucarana (AEAA) diz não ter estimativa do custo de um empreendimento dessa magnitude.