Apucarana

Membros do Conselho de Assistência Social tomam posse hoje em Apucarana

Da Redação ·
Posse de novos conselheiros ocorreu às 11 horas, no gabinete do prefeito Beto Preto - Foto: Divulgação
Posse de novos conselheiros ocorreu às 11 horas, no gabinete do prefeito Beto Preto - Foto: Divulgação

Com a presença de secretários municipais, vereadores e representantes de entidades sociais o prefeito Beto Preto (PSD) concedeu nesta segunda-feira (17/07), no gabinete municipal, posse aos novos membros do Conselho Municipal de Assistência Social para o biênio 2017 – 2019. 

continua após publicidade

Paritariamente, são onze conselheiros titulares e onze suplentes representantes da sociedade civil (usuários, entidades sociais e trabalhadores da área), e do poder público (assistência social, saúde, educação, fazenda, secretaria da Mulher e Assuntos da Família).
Todos foram eleitos durante a 11ª Conferência Municipal da Assistência Social, realizada na semana passada. 

“A partir de agora todos têm uma missão muito importante, que é a de promover a participação popular, ações descentralizadas e proposições que garantam a aplicação efetiva do Sistema Único da Assistência Social (SUAS). Com união, espero que atuem para que as discussões não se fechem e se engessem em reuniões mensais com pouco ou nenhum envolvimento. A função do conselho é estar sempre junto aos assuntos importantes e não de discussões periféricas”, disse o prefeito.

continua após publicidade

Segundo a secretária de Assistência Social, Ana Paula Nazarko, nos próximos dias acontecerá a primeira reunião do conselho quando será escolhido pelos membros do poder público o presidente para o biênio, e também colocadas em pauta demandas para aprovação de todos os membros do conselho.

Fiscalização de serviços
A vereadora Márcia Regina de Souza (PSD), que na solenidade representou o legislativo apucaranense disse que “O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) é o órgão que reúne representantes do governo e da sociedade civil para discutir, estabelecer normas e fiscalizar a prestação de serviços sociais públicos e privados no Município”.