Mais lidas
Apucarana

Rapaz que apanhou do namorado desiste de representar contra o agressor na 17ªSDP

.

Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa
Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa

Mais uma situação de violência contra homossexual foi registrada em vão pela Polícia Militar (PM) de Apucarana na noite de segunda-feira (27). Segundo o relatório de ocorrências divulgado pela corporação, um rapaz de 20 anos pediu a presença de policiais militares no Núcleo Habitacional Dom Romeu Alberti, na zona norte da cidade, sob a alegação de que teria sido ameaçado e agredido pelo namorado de 20 anos.

A PM fez a detenção do jovem que seria o agressor, de 20 anos, e ele foi levado junto com a vítima à 17ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos legais.

No entanto, ao chegar na Delegacia, o homossexual que afirmou ter sido agredido desistiu de representar criminalmente contra seu namorado e, segundo a polícia, ambos foram embora juntos do local. 

Atrapalha a polícia
"Esse tipo de situação pode atrapalhar o trabalho da polícia, pois no mesmo momento que essa ocorrência era atendida poderia ter acontecido algum crime grave em outro local e os policiais estariam ocupados com uma situação que não iria dar em nada. se não vai representar, por que chamar a PM?", questiona o comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente-coronel José Franscisco Cardoso.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber