Mais lidas
Apucarana

Saúde amplia descentralização das consultas do pré-natal

.

Capacitação de cerca de 50 profissionais da Autarquia Municipal de Saúde. Foto: Assessoria
Capacitação de cerca de 50 profissionais da Autarquia Municipal de Saúde. Foto: Assessoria

Uma realidade na rede pública de saúde municipal desde agosto de 2015, a descentralização gradativa das consultas do pré-natal da Escola da Gestante para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) envolve hoje o atendimento de 330 gestantes. O projeto da Autarquia Municipal de Saúde (AMS), através da Estratégia Saúde da Família (ESF), que atualmente está presente em 7 UBSs, vai chegar a outras 11 unidades ainda neste ano.

“Iniciamos hoje a capacitação de cerca de 50 profissionais da Autarquia Municipal de Saúde, entre médicos e enfermeiros, visando expandir a descentralização do pré-natal para mais 11 UBS, o que vai acontecer gradativamente ao longo desde ano”, informa superintendente da Atenção Básica da AMS, Marcelo Viana de Castro. A capacitação é ministrada por profissionais da rede municipal de saúde, da 16ª Regional de Saúde, Hospital da Providência e Cisvir, dividindo os participantes em dois grupos. Metade já está recebendo a qualificação e a outra em junho.

Participam da capacitação médicos e enfermeiros das 11 novas UBSs que serão integradas ao projeto de descentralização, bem com os das 7 que já prestam o serviço. “É uma forma de promover a integração dos profissionais e criar uma oportunidade de relato das experiências daqueles que já estão envolvidos neste tipo de atendimento nos bairros”, observa Viana.

O diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta, detalha que a consulta pré-natal nas UBSs tem como foco as mulheres com gestação de baixo risco e que o atendimento é prestado por médicos com especialidade em Medicina da Família e Comunidade. Os casos identificados durante as consultas como gestação de risco intermediário e alto risco serão encaminhados a Escola da Gestante e passam a ser acompanhados simultaneamente pelo obstetra daquele local, bem como pelo médico da UBS da comunidade em que a mulher grávida residir.

A realização do pré-natal na própria UBS do bairro da gestante é uma recomendação do programa Rede Mãe Paranaense, do Governo do Estado, como forma de facilitar o acesso ao atendimento. “Também é um meio de criar um vínculo maior entre a comunidade e os profissionais da saúde da unidade”, observa Marcelo Viana.

O prefeito Beto Preto destaca que a implementação de novas medidas para prestar um atendimento cada vez mais de qualidade na saúde é preocupação constante na sua gestão. A expectativa, segundo Beto Preto, é de que o processo de descentralização crie um impacto positivo nos índices do período de gestação, como uma redução nos partos prematuros e de baixo peso dos nascentes, bem como melhorar índice nutricional da gestante e reduzir a mortalidade infantil.

As novas UBS que passarão a realizar consultas do pré-natal são: UBS Elayne Mazur, Jardim Interlagos; Walter Lazarini, no distrito do Pirapó; Ana Maria Pepato, Jardim Trabalhista; Mioji Kogure, Jardim Aclimação; Raul Castilho, no Núcleo João Paulo; Emília Gretuchi, Parque Bela Vista; Leopoldo Hartwig Junior, naVila Nova; Orestes Marquito, no Jardim Marissol; Osvaldo Damim, no Lago Jaboti; Mercedes Moreno, na Vila Regina; e Pedro Barreto, na Vila Reis.

O atendimento já é realizado nas unidades Valdecir de Paula, no Jardim das Flores; Eunice Penharbel, no Residencial Sumatra; Antonio Sachelli, no Jardim Colonial; Bolivar Pavão, no Jardim América; Takaiti Myadi, no núcleo Dom Romeu; e Marcos Mascaro, no Parigot de Souza.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber