Apucarana

Campanha de vacinação contra a gripe começa hoje

.

Imunização segue até 26 de maio e as doses contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza B. Foto: Sérgio Rodrigo
Imunização segue até 26 de maio e as doses contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza B. Foto: Sérgio Rodrigo

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS) de Apucarana inicia nesta segunda-feira (17) a Campanha de Vacinação Contra a Gripe. A imunização segue até 26 de maio e as doses contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza B estarão disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) que possuem sala de vacina, de segunda a sexta-feira, entre 8 e 16 horas. Já no dia “D” da campanha, marcado para 13 de maio, um sábado, o atendimento encerrará às 17 horas.

Neste ano, a meta é vacinar 37.492 pessoas e tem como novidade inclusão dos professores de escolas públicas e privadas entre os grupos prioritários. Os idosos continuam responsáveis pelo maior número da cobertura vacinal, no total de 15.227, seguidos dos portadores de doenças crônicas e condições especiais, que somam 11.247 pessoas. 

Como já vinha acontecendo nas edições anteriores, os grupos prioritários desta 19ª Campanha Nacional Contra Gripe são: idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a 4 anos (11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias pós-parto), povos indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, trabalhador de saúde dos serviços públicos e privados; pessoas de 5 a 59 anos portadoras de doenças crônicas e condições especiais. A inovação neste ano fica por conta do fato de a cobertura vacinal passar a abranger professores ativos de escolas públicas e privadas (ensino infantil, fundamental, médio e ensino superior). As pessoas de 5 a 59 anos portadoras de doenças crônicas e condições especiais devem apresentar prescrição médica/receita de uso contínuo. 

Os professores, por sua vez, devem procurar as UBS’s munidos de uma declaração que garante o direito a imunização. O modelo da declaração será distribuído pelo setor de epidemiologia da AMS no Núcleo Regional de Educação e na Autarquia Municipal de Educação para seu devido preenchimento e distribuição individual aos educadores. Os estabelecimentos de ensino da rede privada devem retirar essa declaração no setor de epidemiologia da AMS, localizado na Rua Clotário Portugal, 760. Os professores devem apresentar um documento de identificação com foto junto com a declaração da instituição de ensino em que trabalha no momento da vacinação. 

Meta
A meta do Ministério da Saúde é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação.  O coordenador do setor de epidemiologia da AMS, Luciano Pereira da Silva, informa que das 28 Unidades Básicas de Saúde, apenas 6 não irão oferecer a vacina contra gripe. São as UBS Julia Reczkowski, do Núcleo Habitacional Marcos Freire; UBS Rute Eugênia, do Jardim Vale Verde; UBS Philipe Weckewerth, no Jardim Milani; UBS Rodrigo Yoshi Tramontil, da Vila Apucaraninha; UBS Joice Dias Piza, do Recanto do Lago; e UBS Calil João Miguel, Núcleo Habitacional Castelo Branco. 

Os seis postos de saúde que não irão oferecer vacina são aqueles que não possuem sala de vacinação e, consequentemente, não contam com estrutura de refrigeração adequada para armazenar as vacinas. A vacinação mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave. O objetivo é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação. 

O prefeito e médico Beto Preto destaca a importância de a vacina ser recebida logo nos primeiros dias da campanha. “O fator prevenção é fundamental quando se trata de saúde. Vamos diminuir as doenças relacionadas à gripe que podem se transformar num quadro grave”, alerta Beto Preto.