Apucarana

Efetivo da GM preenche apenas 30% do estipulado em lei em Apucarana

.

Apenas 30% das vagas previstas pela legislação municipal que criou a corporação estão ocupadas na Guarda Municipal. Foto: Sérgio Rodrigo
Apenas 30% das vagas previstas pela legislação municipal que criou a corporação estão ocupadas na Guarda Municipal. Foto: Sérgio Rodrigo

Apenas 30% das vagas previstas pela legislação municipal que criou a corporação estão ocupadas na Guarda Municipal (GM) de Apucarana. Desde a criação da unidade, apenas um concurso público foi realizado, há quase 10 anos. Mesmo assim, o efetivo irá acumular mais uma função, através do apoio à reimplantação do estacionamento rotativo na região central da cidade.

A Guarda Municipal foi criada através da Lei Municipal nº 31/2005, prevendo o preenchimento de até 70 vagas para guardas municipais. No entanto, apenas em 2008 o primeiro (e até então único) concurso para o órgão foi aberto, para a contratação de 28 profissionais. Desde aquela época já se falava sobre um novo concurso, algo que nunca saiu do papel. Em 2012, através da Lei Municipal nº 117, houve a ampliação do efetivo para 100 vagas, indicando a possibilidade de novo concurso.

Dos 28 guardas municipais contratados através do concurso no início de 2008, hoje 26 continuam na corporação, de acordo com o Portal da Transparência do município. Outros quatro guardas municipais efetivos até hoje foram contratados naquele mesmo período como cargos de confiança, sem a necessidade de concurso.