Apucarana

Câmara de Apucarana desiste de aumento de vereadores

.

Vereadores retiraram do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) o recurso judicial do Legislativo. Foto: Tribuna do Norte
Vereadores retiraram do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) o recurso judicial do Legislativo. Foto: Tribuna do Norte

A Câmara de Apucarana não terá aumento no número de vereadores nesta Legislatura. O anúncio oficial foi feito sexta-feira pelo presidente da Casa, Mauro Bertoli (DEM), que tomou a decisão de retirar do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) o recurso judicial do Legislativo impetrado ainda na gestão passada contra decisão de primeira instância que manteve em 11 o número de cadeiras.

Bertoli determinou ao procurador jurídico da Câmara, advogado Petrônio Cardoso, que já nesta segunda-feira pela manhã esteja em Curitiba para oficializar à 5ª Câmara Cível do TJ, responsável pelo julgamento, a desistência do recurso. Petrônio estará acompanhado de alguns vereadores que subscreveram o requerimento pedindo a retirada do processo, o qual foi aprovado em plenário na sessão ordinária da última segunda-feira.

Anteontem, os ex-vereadores Gilberto Cordeiro de Lima (PMN) e Vladimir José da Silva (PDT) protocolaram na Câmara petição para anulação da votação que aprovou o requerimento dos dez vereadores pela desistência do recurso. Eles alegaram que o vereador professor Edson da Costa Freitas (PPS), que era suplente e parte interessada no processo, não poderia assinar o requerimento e nem participar da sua votação hoje como vereador. 

Ele assumiu a vaga de Gabriel Caldeira (PSDB) somente após a Justiça Eleitoral validar os votos do candidato Gilberto Clemente de Souza (PMDB), que concorreu com o registro de sua candidatura indeferido.