Apucarana

Ex-lutador do UFC e do Bellator treina em Apucarana para enfrentar russo

Da Redação ·
Lutador tem passagens nos maiores eventos de MMA do mundo (Foto: Bellator).
Lutador tem passagens nos maiores eventos de MMA do mundo (Foto: Bellator).

Com combates realizados pelo UFC e no Bellator, as principais competições de MMA do mundo, o lutador gaúcho Maiquel Falcão, de 35 anos, vem treinando com afinco desde a semana passada em Apucarana, como preparação para o duelo que ele realizará no dia 16 de abril em Vladivostok na Rússia, contra o atleta da casa, Vladimir Mineev. 

continua após publicidade

Na ocasião, será uma revanche, pois o competidor brasileiro também na mesma cidade russa no último dia 9 de dezembro derrotou o atleta da casa por pontos. Mineev estava invicto. Até o dia do combate, Falcão também realizará alguns treinamentos em Curitiba. Em Apucarana, o lutador, que nasceu em Pelotas-RS e que reside em São Petesburgo na Rússia, vem trabalhando a parte física e técnica com os lutadores apucaranenses Celso Lorinho e Alisson Cowboy. Amigo de longa data do professor Silvano Ferreira de Souza, que dá aulas de boxe chinês no Centro da Juventude de Apucarana, Falcão no MMA, tem 47 lutas, com 38 vitórias e nove derrotas. “É um prazer poder acolher o Falcão aqui em nossa cidade para que ele realize os seus treinos. 

Estamos na torcida e esperamos que ele consiga vencer o atleta russo pela segunda vez”, comenta Silvano. Com uma luta no UFC e quatro no Bellator, e com outras disputas de relevância em mais de 30 países, o atleta do Rio Grande do Sul iniciou a carreira no boxe, tendo obtido 30 vitórias e sofrido apenas uma derrota. No UFC, ele ganhou do atleta norte-americano Gerald Harris, em em duelo que aconteceu em Detroit, nos Estados Unidos. 

continua após publicidade

Já no Bellator foram quatro combates, somando três vitórias e uma derrota. Nesta competição, pela categoria 84 quilos, Falcão derrotou os atletas Norman Paraisy, Vyacheslav Vasilevsky e Andreas Spang, todas por decisão unânime na temporada de 2012. No início de 2013, valendo o cinturão da categoria peso médio, ele perdeu por nocaute no segundo round para o russo Alexander Shlemenko. 

Morador de rua na infância, Falcão superou as adversidades da vida e através do esporte foi para o lado do bem. “Eu morava na rua e Deus me tirou de lá”, destaca o atleta. Nos treinamentos realizados em Apucarana, o experiente lutador gaúcho vem contando com apoio da FIT Centro de Treinamento, Academia Performance 360º, Hugo Rafael personal training, Atacadão do Suplemento, Shiroi Kimonos e Restaurante La Mana.