Apucarana

Polícia flagra homem tentando passar 18 celulares para o minipresídio

.

Policia impediu que os celulares fossem entregues aos detentos do minipresidio de Apucarana. Foto: José Luiz Mendes
Policia impediu que os celulares fossem entregues aos detentos do minipresidio de Apucarana. Foto: José Luiz Mendes

Graças ao auxílio de um cão de guarda, policiais e agentes carcerários evitaram, na madrugada desta quinta-feira (5), que 18 telefones celulares fossem entregues para detentos do minipresídio de Apucarana

O delegado José Aparecido Jacovós, chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP) supõe que o homem que tentava repassar os aparelhos para os presos tenha se assustado com o cachorros que ficam do lado de fora da unidade carcerária e o plano acabou frustrado. 

A polícia ainda encontrou um celular que acredita ser do rapaz que tentou infiltrar os aparelhos na cadeia. A imagem está sendo amplamente divulgada para ajudar as autoridades a localizarem o suspeito.

"Ele inclusive deixou cair o próprio telefone celular quando fugia e agora realizamos investigações para apurar a identidade desta pessoa para responsabilizá-la penalmente", acrescenta Jacovós. 

Policia divulgou imagem do suspeito que tentou infiltrar celulares na cadeia. Foto: ReproduçãoSuperlotação
minipresídio de Apucarana tem capacidade para abrigar 120 detentos, mas atualmente mais de 300 pessoas estão presas no local.

Leia mais nas edições digital e impressa de sexta-feira (6) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná.