Apucarana

Foragido é condenado a 12 anos de prisão em regime fechado

Da Redação ·
Sentença saiu na tarde desta quinta-feira (17). Foto: José Luiz Mendes
Sentença saiu na tarde desta quinta-feira (17). Foto: José Luiz Mendes

Um jovem de 19 anos foi julgado à revelia e condenado a 12 anos de prisão em regime fechado nesta quinta-feira (17), por dupla tentativa de homicídio, no Fórum Desembargador Clotário Portugal, em Apucarana. De acordo com a promotoria de acusação, Murilo Henrique Romeiro de Carvalho, conhecido como 'Matador', tentou matar a tiros Iraci Rodrigues Lima e o filho dela, Giovani Rodrigue Lima. O crime aconteceu em janeiro deste ano, no Parque Bela Vista. Carvalho chegou a ser preso, no entanto conseguiu escapar do minipresídio em 3 de outubro e continua foragido.

continua após publicidade

A tentativa de homicídio teria sido motivada por um desentendimento entre Murilo e Giovani, minutos antes do crime, no interior de um bar. Após a confusão 'Matador' foi até a casa do jovem para tentar assassiná-lo e acabou atirando também na mãe do rapaz. 

O júri foi presidido pelo Juiz Osvaldo Soares Neto. Na acusação atuou o promotor Gustavo Marinho e na defesa o advogado Armando Guadanini. Na segurança do júri, atuou o sargento Heleno Antônio da Silva.