Apucarana

Unimed realiza palestra motivacional sobre prevenção e combate ao câncer de mama

Da Redação ·
Tânia Maria Gomez durante palestra na Unimed Apucarana. Foto: José Luiz Mendes
Tânia Maria Gomez durante palestra na Unimed Apucarana. Foto: José Luiz Mendes

A Unimed Apucarana promoveu nesta sexta-feira (28), palestra motivacional sobre prevenção e combate ao câncer de mama. O evento, que aconteceu no auditório da Unimed, contou com a presença da presidente do Instituto Humanista de Desenvolvimento Social de Curitiba (HumSol), Tânia Maria Gomez que falou sobre a importância do diagnóstico precoce para o sucesso no tratamento.

continua após publicidade

Tânia se destaca por usar um método diferente de conscientização sobre a doença. A ativista sempre deixa uma lembrança para gravar na memória a causa por ela defendida.

"Nesta trajetória toda de 15 anos tive oportunidade de observar que muitas pessoas se emocionavam, gostavam, batiam palma, mas depois nem lembravam do que havia sido falado nas palestras. Então decidi desenvolver um projeto que deixasse marcas da causa em todos os lugares por onde eu pudesse ter oportunidade de falar para as pessoas", explica.

continua após publicidade

Ela criou o projeto 'Chaveiro da Vida, Prevenção ao Alcance das Mãos' que ficou em 1º lugar no Prêmio de Mobilização Social, além do reconhecimento mundial, durante conferência internacional na Varsóvia, na Polônia. 

Unimed realiza palestra motivacional sobre prevenção e combate ao câncer de mama fonte: Reprodução

O projeto é extremamente simples com representatividade em cada uma das peças utilizadas para confeccionar o chaveiro. Tânia usa uma argola para representar o foco da questão, no caso, o câncer de mama. Segundo a palestrante, só neste ano já somam 58 mil casos novos da doença, dentre os quais, 14 mil foram a óbito. 

continua após publicidade

"Algo precisa ser feito para diminuir o alto índice de mortalidade. E isso é feito através da conscientização, prevenção e alerta", enfatiza.

Com um fio em mãos, Tânia explica que ele representa a trajetória de luta. A quimioterapia, radioterapia e cirurgia. Segundo ela, o objeto representa o equilíbrio necessário para superar uma doença tão agressiva como o câncer. 

"Encosto as duas pontinhas a representatividade está que, para o sucesso do tratamento, com certeza 50% da responsabilidade é da equipe médica e 50% é da paciente. Ela precisa participar, ela faz parte do processo".

continua após publicidade

A palestrante une a linha e a argola e confecciona um chaveiro com grande valor representativo. "O primeiro nó chama-se 'nó da prevenção', pois a prevenção deve ficar bem próximo da causa que estamos defendendo. Depois usamos três bolinhas em tamanhos diferentes. Quando menor a bolinha, maior a possibilidade de cura, quanto maior, menor a possibilidade de cura”, conta. (Clique aqui e veja como o chaveiro e confeccionado passo a passo).

Unimed realiza palestra motivacional sobre prevenção e combate ao câncer de mama fonte: Reprodução

Tânia fala com muita propriedade sobre o assunto porque já foi uma paciente. Ela conta que descobriu a doença no estágio inicial. Apenas 10% das mulheres brasileiras são diagnosticadas no primeiro estágio.

“Em 2001 recebi um diagnóstico de câncer de mama. Estou há 15 anos, saudável, linda e maravilhosa para dizer que passei por todo tratamento, quimioterapia, radioterapia, mas em todo processo procurei estar bem comigo e fundamentalmente colocar alegria todos os dias no meu coração. A partir do diagnóstico minha vida tomou outro rumo. E esse rumo quem definiu fui eu. Eu fui uma pessoa privilegiada. Tive sempre o melhor tratamento, os melhores remédios. Mas não quero isso só para mim. Quero para todas as mulheres brasileiras. Por isso sou uma ativista da causa e viajo para passar uma mensagem de alerta e de fé para as pessoas. A vida é maravilhosa e precisa ser vivida com intensidade, mas para que isso aconteça é necessário sim que a pessoa tenha cuidado com a saúde”, assinala.

O HumSol é uma instituição não-governamental, sem fins lucrativos, que reúne voluntários interessados em atuar em prol de atividades. Em parceria com a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (FEMAMA) busca reduzir os índices de mortalidade por câncer de mama no Brasil.

Assista o vídeo e confira o depoimento que Tânia concedeu ao TNOnline nesta sexta, antes da palestra.