Apucarana

Conheça a história de duas apucaranenses que venceram o câncer de mama

Da Redação ·
A apucaranense Rose com os dois filhos de 16 e 2 anos. Foto: José Luiz Mendes
A apucaranense Rose com os dois filhos de 16 e 2 anos. Foto: José Luiz Mendes

O ano passado foi um divisor de águas na vida da apucaranense Perla Letícia Moura Brizola. Aos 36 anos, a agente de saúde descobriu um câncer na mama. Um dia depois do diagnóstico, ela soube que estava grávida do segundo filho. Mesmo prevendo o que iria enfrentar por conta da doença, Perla afirma que sua única preocupação era a saúde do bebê que estava esperando.

continua após publicidade

“Foi um choque. Assim que tive a confirmação da doença eu comecei o tratamento. Na época o médico sugeriu uma cirurgia, mas corria risco de abortar. Então optei em fazer a quimioterapia. Estava com seis semanas de gravidez na época”, conta.

Após várias sessões, o tumor parou de responder. Com cinco meses de gravidez os riscos diante da cirurgia diminuíram e o tumor foi retirado. Dois meses depois nasce Valentina, de parto prematuro, aos sete meses de gestação.  

continua após publicidade

“Não foi fácil, mas eu decidi encarar pelos meus filhos. E eu digo para as mulheres que procurem se cuidar. Façam exames, preocupem-se com a saúde, pois quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápido vem a cura. E para aquelas que estão passando pelo mesmo que eu passei, não desistam da vida”, aconselha.

Conheça a história de duas apucaranenses que venceram o câncer de mama fonte: Reprodução

Assim como Perla, a apucaranense Rose Dziedzic Ynuyama, 45 anos, não desistiu. Ela descobriu a doença ainda na fase de amamentação do seu filho, que na época estava com sete meses.

continua após publicidade

“Senti um nódulo no seio, mas achei que não era nada grave. Talvez algo relacionado a amamentação. Mas o resultado da biópsia foi câncer. Foi um baque, pois a gente nunca acha que vai acontecer né”, comenta.

Rose conta que esperou 14 anos para engravidar do segundo filho e que ficou muito abalada com o diagnóstico.

“Não foi nada fácil. Mas eu me preparei para o que iria enfrentar. Quando o cabelo começou a cair já fui na cabeleireira e pedi para raspar tudo.  Já me antecipei para me acostumar no o novo visual e não usei peruca. Acho que não combina comigo”, conta.

continua após publicidade

Rose diz que não mudou sua rotina durante o tratamento. “Não deixei de fazer nada por causa da doença. E graças a Deus tive a força e o apoio da minha família. Todos foram muito presentes sempre”, diz.

Hoje a dona de casa está curada e muito feliz. “Não pode desanimar. Muitas ficam depressivas quando recebem o diagnóstico. Eu sei que não é fácil, mas é uma doença que se for diagnosticada com antecedência a chance de cura é muito grande. E nós de Apucarana somos privilegiadas com o Centro de Oncologia do Hospital da Providencia, que tem profissionais maravilhosos. Vem gente de muito longe aqui fazer tratamento”, ressalta.  

Outubro Rosa
A campanha Outubro Rosa completa 30 anos de ações de conscientização à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Em Apucarana, o Hospital da Providência encabeça várias atividades relativas à campanha. De acordo com dados do Centro de Oncologia, de janeiro a agosto deste ano 4,2 mil consultas foram realizadas, com 3 mil procedimentos de hormonioterapia e quimioterapia. Atualmente, dos 313 pacientes que estão em tratamento na unidade, 187 (60%) têm câncer de mama.

A doença
O Câncer de Mama tem maiores chances de tratamento e cura quando detectado na fase inicial. Por isso a campanha Outubro Rosa reforça a importância do auto-exame, além da necessidade do exame de mamografia. A doença também pode aparecer em homens.

Adotar hábitos de prevenção estão entre as orientações de especialistas como praticar atividade física regularmente; manter-se dentro de uma faixa de peso adequada; evitar o uso de tabaco e o consumo excessivo de bebida alcoólica; amamentar e ter uma alimentação adequada e adotar uma alimentação regrada com base em alimentos naturais também está dentre os hábitos de prevenção do câncer.