Apucarana

PM de Apucarana detém 17 pessoas com drogas em dois dias

.

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

De sexta-feira (14) até o final da noite de sábado (15) policiais militares de Apucarana (norte do Paraná) fizeram a detenção de 17 jovens por posse ou tráfico de entorpecentes. Apenas na sexta-feira, 11 pessoas, com idades variando entre 16 e 36 anos, acabaram flagradas com tóxicos em diversas regiões do município. Uma adolescente de 17 anos ainda tentou fugir da polícia e fez ameaças com um canivete antes de ser detida. A PM apreendeu, maconha, crack e cocaína.

Já no sábado foram detidas seis pessoas com drogas. Os jovens têm idades entre 16 e 21 anos.  Os tóxicos e os detidos foram levados à 17ª SDP para os procedimentos legais.

Mais de 200 detidos
Só neste ano, mais de 200 pessoas, incluindo menores, acabaram detidas na cidade por tráfico ou porte de substância entorpecente em Apucarana. O comandante do Décimo Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente coronel José Francisco Cardoso, reitera que o consumo e venda de tóxicos podem potencializar a ocorrência de outros tipos de infração penal. 

Base da pirâmide da criminalidade
"O uso e o tráfico de drogas estão na base da pirâmide da criminalidade e dessas situações podem derivar crimes como furto, receptação, assalto e até latrocínio (roubo seguido de morte), pois muitas pessoas perdem o vínculo com a realidade em razão do uso de tóxicos, que hoje é uma flagelo para a nossa sociedade", frisa Cardoso.

Relação
Segundo o tenente coronel, a polícia e a Promotoria de Justiça calculam que entre 40% e 70% dos homicídios tenham algum tipo de relação com o tráfico de drogas. O índice de criminalidade, conforme o comandante do Décima BPM, cresce mais ainda se analisados o nexo do consumo e tráfico de drogas com com as ocorrências furtos e roubos.