Apucarana

Alunos ocupam colégio estadual na Vila Reis em Apucarana

Da Redação ·
Colégio ocupado por estudantes em Apucarana (Foto - José Luiz Mendes)
Colégio ocupado por estudantes em Apucarana (Foto - José Luiz Mendes)

Estudantes ocuparam o Colégio Estadual do Campo Professora Godomá Belivacqua de Oliveira, na Vila Reis, em Apucarana, na noite de segunda-feira (10). A informação foi confirmada pelo Núcleo Regional de Educação (NRE) de Apucarana. Esta é a segunda escola ocupada no município. Em todo Paraná são mais de 100 instituições de ensino ocupadas. 

continua após publicidade

Os alunos protestam contra a Medida Provisória que estabelece a reforma do ensino médio, apresentada pelo Governo Federal e também reivindicam a construção de um novo prédio para a escola. O atual estaria em condições precárias.

Alunos ocupam colégio estadual na Vila Reis em Apucarana fonte: Reprodução
continua após publicidade

O diretor da instituição, Valdir Cândido, disse que cerca de 100 alunos estão na instituição e proíbem a entrada de professores. 

"Eles fizeram uma assembleia com pais e alunos, representantes do grêmio. Fizeram ata e registro e depois a ocupação que ocorreu por volta das 20h30 de ontem (segunda-feira)", disse.

O diretor destaca que todos os professores estão neutros em relação ao protesto. "Entendo que estão fazendo algo que é de direito deles. Não apoio e nem desapoio. Apenas estou aguardando para ver o que vai acontecer", comenta. 

continua após publicidade

Alunos ocupam colégio estadual na Vila Reis em Apucarana fonte: Reprodução

Cândido destaca que os alunos querem debater sobre a Medida Provisória. "A maior revolta dos alunos é que eles não discutiram sobre a reforma. Não foram chamados nem ouvidos. Nosso colégio tem um grêmio estruturado que não foi chamado para conversar. A gente espera que tenha uma discussão mais ampla e que ocorra um diálogo", enfatiza. 

Por volta das 9h15, a chefe do NRE, Maria Onide Ballan Sardinha chegou à unidade acompanhada pela patrulha escolar da Polícia Militar (PM). 

continua após publicidade

Este é o segundo colégio ocupado na cidade. Na manhã da segunda-feira (10) alunos trancaram os portões do Colégio Estadual Nilo Cairo e impediram a entrada de professores. As aulas estão suspensas. 

Alunos ocupam colégio estadual na Vila Reis em Apucarana fonte: Reprodução
continua após publicidade

Medida provisória
A medida precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados e Senado num prazo de 120 dias. Caso esse prazo não se cumpra perde o efeito. Porém, mesmo sem aprovação, alunos de diversas cidades do Paraná já começaram seus protestos que tiveram início na noite de 3 de outubro.

Os estudantes alegam que o ensino necessita sim de uma reforma, mas por outro lado, não concordam com  a suspensão de  disciplinas como sociologia, filosofia, educação artística e educação física.

O Governador do Paraná, Beto Richa, garantiu que nenhuma mudança que possa prejudicar os alunos será feita no Estado. Ele disse ainda que qualquer medida, antes de entrar em vigor, será debatida com toda a comunidade escolar.

continua após publicidade

O governador adiantou também que 32 seminários regionais vão acontecer na quinta-feira (13) em diversas cidades, para tratar sobre o assunto. Richa também assegurou que por enquanto as disciplinas serão mantidas e que a reforma será feita junto com os alunos.

Confira a relação de escolas ocupadas:

Apucarana
Colégio Estadual Nilo Cairo
Colégio Estadual do Campo Professora Godomá Bevilacqua de Oliveira

continua após publicidade

São José dos Pinhais

C.E. Elza Scherner Moro

continua após publicidade

C.E. Afonso Pena

C.E. Padre Arnaldo Jansen

C.E. Costa Viana

continua após publicidade

C.E. Silveira da Motta

C.E. Hebert de Souza

C.E. Chico Mendes

continua após publicidade

C.E. Juscelino K. de Oliveira

C.E. Pe. Antônio Vieira

continua após publicidade

C.E. São Cristóvão

C.E. Angelina Prado

C.E. Shirley

continua após publicidade

C.E. Guatupê

C.E. Lindaura Ribeiro

C.E. Estadual Ipê

continua após publicidade

C.E. Unidade Polo

C.E. Barro Preto

continua após publicidade

C.E. Zilda Arns

C.E. Tiradentes

Curitiba
Colégio Estadual do Paraná

continua após publicidade

C.E. Algacyr Maeder

C.E. Teobaldo Kletemberg

C.E. Teotônio Vilela

continua após publicidade

C.E. Ernani Vidal

Fazenda Rio Grande
C.E. Cunha Pereira

continua após publicidade

C.E. Anita Cannet

C.E. Lucy Requião

C.E. Jorge Andriguetto

continua após publicidade

C.E. Abilio Lourenço

Ponta Grossa
C.E. Ana Divanir Borato

C.E. Polivalente

continua após publicidade

C.E. Regente Feijó

C.E. Epaminondas Ribas

Maringá
C.E. Brasílio Itibere

C.E. Tomaz Edison

C.E. Tânia Varella

Pinhais
C.E. Arnaldo Busato

C.E. Tenente Sprenger

C.E. Daniel Rocha

C.E. Castelo Branco

C.E. Amyntas de Barros

Cascavel

C.E. Castelo Branco

Piraquara
C.E. Rosilda de Souza

Marechal Cândido Rondon

C.E. Frentino Sackser

Mandaguaçu
C.E. Parigot de Souza

Rio Branco do Sul
C.E. Maria da Luz Furquim

Londrina
C.E. Albino Feijó Sanches

Guaratuba
C.E. Zilda Arns Neumann

Toledo
C.E. Novo Horizonte

Balsa Nova
C.E. Juventude de Santo Antonio