Apucarana

Após roubos, lojistas cobram segurança em Apucarana

Da Redação ·
PM garante que vaireativar módulo na Praça Rui Barbosa. Foto: Sérgio Rodrigo
PM garante que vaireativar módulo na Praça Rui Barbosa. Foto: Sérgio Rodrigo

Lojistas da área central de Apucarana estão assustados com a onda de assaltos no comércio. Nesta semana, todos os dias algum estabelecimento nessa região foi alvo de criminosos. Ontem, por exemplo, uma loja de utilidades domésticas e brinquedos foi assaltada no início da manhã, a poucos metros de onde havia sido realizada a cerimônia de abertura da Semana da Pátria. O bandido rendeu funcionárias e levou o dinheiro que estava no caixa. 

continua após publicidade

Após roubos, lojistas cobram segurança em Apucarana fonte: Reprodução

Diante dos casos registrados, lojistas convocaram as associações representantes da categoria e fizeram uma reunião com o comando da Polícia Militar (PM) e Prefeitura. Segundo a presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Apucarana (Sivana), a empresária Aída Santos Assunção, os assaltos têm provocado um clima de insegurança entre os comerciantes. Anteontem, uma loja de calçados e acessórios, que fica ao lado do Shopping CentroNorte, foi assaltada às 11 horas da manhã. 

continua após publicidade

Na segunda-feira, o alvo foi um bazar na Rua Ponta Grossa na esquina com a Rua Professor João Cândido Ferreira. O roubo aconteceu também no período da manhã a uma quadra da Praça Rui Barbosa.  “Os lojistas estão muito preocupados e organizaram uma comissão com representantes de vários segmentos, para pedir mais segurança”, revela. 

Cerca de dez empresários participaram ontem de uma reunião no gabinete do prefeito Beto Preto junto com o comando da Polícia Militar de Apucarana.  Ela comenta que os comerciantes pedem maior presença de policiais nas ruas e também a reativação do módulo da PM na Praça Rui Barbosa. “Com isso, vai trazer uma sensação maior de segurança para os lojistas e para os clientes também”, diz. 

O comandante do 10º BPM, de Apucarana, José Francisco Cardoso, admite que a reclamação é legítima e propôs palestras orientativas, além de assinalar positivamente para as reivindicações. O comandante disse que irá reativar o módulo na área central até o fim do mês e também irá reforçar o policiamento com os novos soldados. 

continua após publicidade

Cardoso orienta que sempre que ocorrer uma situação de furto ou roubo é importante, se possível, prestar atenção nas características físicas, roupas usadas e direção tomada na fuga. “E claro, nunca se deve reagir. A reação deve ficar por conta da PM, que está preparada. Para isso, é importante ligar imediatamente para a polícia, depois para o patrão e familiares, porque o tempo faz toda a diferença na localização dos suspeitos”, orienta.  Cardoso frisa que, a partir de 1º de outubro, os alunos da Escola de Formação de Soldados vão iniciar o estágio nas ruas. “É uma possibilidade real de diminuir o crime. Serão 48 soldados a mais nas ruas. E partir de dezembro, eles estarão aptos a trabalhar sozinhos”, afirma.  

O comandante citou ainda que foi aprimorado o sistema de comunicação, melhorando o gerenciamento das estatísticas das ocorrências (mapeamento), além da aquisição de fuzis. Ele também disse que atualmente o comando tem se utilizado do “policiamento velado”, a partir de viaturas descaracterizadas.  

Cardoso frisou ainda que o volume de prisões em Apucarana é proporcionalmente maior quando comparado a outros municípios como Londrina, Arapongas, Rolândia.