Apucarana

Repelentes naturais são aposta contra dengue em Apucarana

Da Redação ·
Canteiro de citronela no Viveiro Municipal de Apucarana: prevenção | Foto: Sérgio Rodrigo
Canteiro de citronela no Viveiro Municipal de Apucarana: prevenção | Foto: Sérgio Rodrigo

Uma ação da Secretaria Municipal de Agricultura de Apucarana (norte do Paraná) vai reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti no município. A partir da próxima semana, a distribuição de mudas de citronela, considerada uma planta repelente, e sementes de crotalária, que atrai a libélula, predador natural do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus

continua após publicidade

A previsão é distribuir 3 mil kits até o final do ano, o que representa 25 unidades por dia. A iniciativa foi implantada no município em 2013 e já distribuiu cerca de nove mil mudas de citronela e 15 mil embalagens de sementes de crotalária. Praças e parques também vão receber as plantas a partir desse mês.

O secretário da pasta, José Luiz Porto observa que durante todo o ano a secretaria dispõe de citronela para ser entregue gratuitamente para a comunidade. “A ação tem por finalidade conscientizar a população sobre a importância da prevenção. Vamos entregar uma muda por pessoa gratuitamente, que tem o compromisso, quando a citronela estiver a adulta, de repassar mudas para, no mínimo, dez amigos”, revela. 

continua após publicidade

Quando adulta, o que ocorre num período de seis meses, a planta dá de 30 a 40 mudas. Porto explica que as mudas de citronela são entregues enraizadas, por isso, demoram cerca de 45 dias para pegar. “Em seis meses tem uma touceira enorme com inúmeras mudas, que podem ser doadas. Quando adulta cobre até 50 metros e pedimos que sejam plantadas próximas de portas e janelas, para que o vento possa levar a essência da planta para o interior do ambiente”, afirma. 

“Por isso, é interessante que as pessoas plantem neste período para que no verão, em especial entre dezembro e fevereiro, que tem maior proliferação de mosquitos, a citronela já esteja adulta, assim como a crotalária também”, complementa. Outra opção para o interior da residência, segundo o secretário, é picar as folhas de citronelas numa largura aproximada de 2cm e colocar em vários recipientes pela casa. 

“Desta forma as folhas vão liberar a sua essência repelindo os mosquitos. Recomendamos que faça isso às 15 horas, porque a fêmea do Aedes aegypti sai para se alimentar principalmente das 15 horas às 19 horas”, comenta.Já sobre a crotalária, o secretário frisa que a planta demora cerca de 100 dias para florescer. 

continua após publicidade

ALIMENTAÇÃO DE 50 MOSQUITOS/DIA
“Assim que floresce, atrai a libélula, que é o predador natural do Aedes. Por dia, o inseto se alimenta, em média, de 50 mosquitos, inclusive borrachudos. As larvas da libélula também se alimentam das larvas do Aedes. É um ciclo perfeito”, sublinha. 

Porto revela que a intenção da secretaria é que todos os 45 mil domicílios de Apucarana tenham tanto a citronela quanto a crotalária. “Quando as pessoas plantam, por exemplo, a crotalária, passam a cuidar mais do próprio quintal”, avalia. Além disso, ele reforça que os cuidados repassados pelos agentes de saúde devem permanecer, principalmente de não deixar água parada.

Repelentes naturais são aposta contra dengue em Apucarana fonte: Reprodução