Apucarana

Projeto de educação e trânsito do DER beneficia escolas de Apucarana

Da Redação ·
Saber onde atravessar ruas com e sem faixa de pedestre é uma das lições do projeto. Foto: Delair Garcia
Saber onde atravessar ruas com e sem faixa de pedestre é uma das lições do projeto. Foto: Delair Garcia

Alunos do 5º ano do ensino fundamental de todas as escolas da rede municipal de Apucarana vivenciaram na prática como se portar situações do dia a dia no trânsito. Saber onde atravessar ruas com e sem faixa de pedestre, prestar atenção no fluxo dos veículos e perceber de onde vem o perigo são algumas das lições do projeto “Aprendendo...e Vivendo”, desenvolvido pela Escola Prática Educativa de Trânsito do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), em parceria com a Autarquia Municipal de Educação. 

continua após publicidade

O curso, que terminou na manhã de ontem com curso prático, aconteceu no Complexo Esportivo João Antônio Basso (Lagoão) e envolveu 1,3 mil alunos. “Esse curso tem como objetivo orientar as crianças sobre os riscos existentes nas ruas e ensiná-las as melhores práticas para a prevenção de acidentes”, ressalta Franciele Farias Cardoso, diretora da Escola Prática Educativa de Trânsito do DER. 

Para Franciele, o objetivo do curso é diminuir mortes e acidentes no trânsito envolvendo crianças. “Hoje sendo bons pedestres, futuramente serão bons motoristas”, acredita. Vale lembrar, que de 18 a 25 de setembro é comemorada a Semana Nacional de Trânsito. Na primeira etapa, os professores regentes das classes receberam uma cartilha com histórias em quadrinhos. 

continua após publicidade

O material foi usado para trabalhar conceitos de trânsito, como pedestres, sinalização, veículos e pontos-cego. “A cartilha vem de forma lúdica e atrai a atenção das crianças”, explica Lucilene Rodrigues Faria Palogan, coordenadora pedagógica da Autarquia municipal de Apucarana. Assim como na cartilha, as crianças envolvidas assistiram a uma palestra e a um teatro, no Cine Teatro Fênix, sobre os direitos e deveres dos cidadãos no trânsito. 

Segundo Lucilene, essa apresentação foi totalmente lúdica e prendeu a atenção dos alunos. “A protagonista da peça, a Juvelinda, fazia tudo ao contrário do que estava na cartilha. Por isso, os alunos interagiam e ajudavam a personagem seguir o caminho certo”, reforça. Um dos objetivos do curso é fazer com que os alunos passem adiantes tudo que aprenderam. A estudante Maria Fernanda Bueno Guimarães, 11 anos, da Escola Municipal Antonieta da Silva Lautenschlager, captou bem a mensagem. 

“Eu achei muito interessante essa oportunidade que tivemos. Serei uma boa pedestre e passarei que aprendi para meus familiares e amigos”, garante. Ao final do curso, os participantes do projeto Aprendendo e…Vivendo fizeram uma prova, receberam um certificado e uma carteira de habilitação de pedestre, expedidos pela Escola Prática Educativa de Trânsito de Londrina.