Apucarana

Região de Apucarana registra oitava morte provocada pelo H1N1

Da Redação ·
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Um homem, de 70 anos, de Arapongas é a última vítima fatal do vírus H1N1 na área da 16ª Regional de Saúde (RS), de Apucarana, que abrange 16 municípios da região. Com a morte do idoso, no dia 18 de julho no Hospital João de Freitas, sobe para oito o total de óbitos por Gripe A neste ano, sendo cinco por H1N1, versão mais severa do vírus. 

continua após publicidade

Os outros três casos são por Influenza A, não subtipada. Durante todo o ano passado foram registrados apenas dois casos de Influenza D, um resultou em óbito, de um homem. Não houve nenhum registro de casos ou morte por H1N1. Os óbitos mostram o avanço da doença este ano em todo o território nacional, que começou a registrar surtos em março.A 16ª RS também investiga outro óbito suspeito em Apucarana. 

No Paraná, segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde (Sesa), foram 209 mortes, sendo 190 por H1N1. Com o último caso confirmado, Arapongas soma três óbitos, sendo dois por H1N1 e um por Influenza A. No mês passado, um homem, de 43 anos, morreu vítima de Influenza A. Outro, de 42, morreu decorrente de complicações do vírus H1N1 no município.

continua após publicidade

Ele foi velado na Capela Mortuária de Arapongas e sepultado no Cemitério Municipal da cidade.

Leia mais na edição de quinta-feira (28) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná