Apucarana

Ministério da Saúde vistoria UPA e Samu de Apucarana 

Da Redação ·
Ao final das duas visitas, a representante do Ministério da Saúde considerou satisfatórias as instalações da UPA 24 Horas e do Samu Regional - Foto: Assessoria de Imprensa
Ao final das duas visitas, a representante do Ministério da Saúde considerou satisfatórias as instalações da UPA 24 Horas e do Samu Regional - Foto: Assessoria de Imprensa

As instalações da UPA 24 Horas e do Samu de Apucarana foram vistoriadas ontem nesta semana, entre 31/05 (terça-feira) e 01/06 (quarta-feira) pela administradora Eliane Schebeliski, referência técnica do Ministério da Saúde no Paraná. Todas as dependências foram fotografadas e um relatório final será encaminhado a direção da Autarquia Municipal de Saúde, quando serão recomendadas adequações para a renovação da qualificação das duas unidades. 

continua após publicidade

A vistoria a UPA 24 Hors foi acompanhada pelo vice-presidente da AMS, Emídio Bachiega; e pelo diretor técnico, médico Hélio Kissina. Já no Samu o trabalho foi acompanhado pelo coordenador geral José Rui Conte Alves e pela coordenadora de enfermagem Priscila Vieira Salviatto. 

Ao final das duas visitas, a representante do Ministério da Saúde considerou satisfatórias as instalações da UPA 24 Horas e do Samu Regional. No tocante ao prédio da UPA 24 Horas, ela recomendou que seja realizada a pintura do prédio e algumas adequações para melhorar o atendimento aos usuários e as condições de trabalho dos servidores. 

continua após publicidade

Também o conjunto de equipamentos da UPA e do Samu foi avaliado pela referência do Ministério da Saúde. “De uma forma geral, as unidades estão dentro dos padrões exigidos e após o cumprimento das recomendações receberem as renovações da qualificação pelo período de três anos”, salientou Eliane Schebeliski. 

O vice-presidente da Autarquia, Emídio Bachiega, lembrou que o prefeito Beto Preto já havia determinado a realização da pintura no prédio da UPA 24 Horas, além de outras ações para oferecer maior segurança a usuários e funcionários. Entre elas, relatou Bachiega, está a troca do forro de gesso por forração de PVC. Quanto às recomendações, ele afirmou que tão logo receba o relatório, todas as medidas serão cumpridas, para possibilitar a renovação da qualificação das duas unidades.