Apucarana

Assaltantes de banco presos durante confronto em Apucarana são transferidos para PEL

Da Redação ·
Os dois integrantes da quadrilha de assaltantes de banco foram presos após confronto com a PM - Foto: Delair Garcia
Os dois integrantes da quadrilha de assaltantes de banco foram presos após confronto com a PM - Foto: Delair Garcia

A Polícia Civil de Apucarana confirmou na manhã desta quarta-feira (01/06), que dois assaltantes de banco – presos em confronto com policiais militares no início de maio – foram transferidos para a Penitenciária Estadual de Londrina (PEL). Nicanor Junior de Almeida, 32 anos e Fábio Havrelux, 38 anos, foram detidos em 11 de maio na zona norte de Apucarana, após assaltarem duas agências bancárias em Querência do Norte, no noroeste do Estado. 

continua após publicidade

Durante a ação, um dos bandidos usou o filho de três anos como escudo humano, para evitar reação da polícia. Um assaltante foi morto, outro ficou ferido e, no total, três pessoas foram presas (incluindo uma mulher). O delegado José Aparecido Jacovós, chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana informou que duas viaturas da polícia civil foram deslocadas para escoltar os presos até Londrina.

INTERCEPTAÇÃO - Os criminosos foram surpreendidos pela polícia no início da madrugada de 11 de maio, por volta da 1 hora, no Contorno Norte, de Apucarana. Segundo a PM, uma equipe da Ronda Tático Motorizada (Rotam) avistou um veículo Ônix, de cor preta, em alta velocidade. Ao dar a ordem de parada, o condutor empreendeu fuga e os ocupantes atiraram contra os policiais. A equipe da Rotam revidou e os criminosos abandonaram o veículo em uma estrada vicinal.

continua após publicidade

No automóvel, os policiais localizaram mais de R$ 161 mil em dinheiro, 511 munições de vários calibres, quatro coletes balísticos, uma submetralhadora 9mm, uma espingarda calibre 12, dois revólveres calibre 38, duas facas, três toucas ninjas e várias peças de roupas. Na sequência, de acordo com a tenente Kelly, os policiais receberam a informação de que os bandidos estavam escondidos em uma residência no Jardim Apucarana.

Por volta das 9 horas, as equipes foram recebidas a tiros na residência suspeita, localizada na Rua Paraíba esquina com a Rua Goiás. Durante o confronto, Jonathan Silva de Souza, de 22 anos, acabou morto no local. Orlando Gomes de Oliveira Filho, 34, o Dinho, foi ferido e está internado no Hospital da Providência. Foram presos ainda Nicanor Junio de Almeida, 32, que morava no local, Fábio Havrelux, 38 e uma moça. No interior da casa, os policiais encontraram mais armas, entre elas, um fuzil 556, três pistolas, duas ponto 40, 1 pistola 9mm, um revólver, calibre 38, e um colete balístico.

A operação contou com a participação de 15 policiais militares, incluindo o Pelotão de Choque de Londrina.