Apucarana

30º BIMec vai atuar na segurança dos Jogos Olímpicos do Rio/2016

Da Redação ·
Militares do 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado (BIMec), unidade do Exército Brasileiro em Apucarana (norte do Paraná) - Foto: Sérgio Rodrigo
Militares do 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado (BIMec), unidade do Exército Brasileiro em Apucarana (norte do Paraná) - Foto: Sérgio Rodrigo

Militares do 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado (BIMec), unidade do Exército Brasileiro em Apucarana (norte do Paraná), iniciaram ontem (14) oficialmente os treinamentos para os Jogos Olímpicos Rio 2016, maior evento esportivo do mundo. Cerca de 120 militares vão participar do esquema de segurança do evento mundial, que acontece de 5 a 21 de agosto no Rio de Janeiro. “O 30º BIMec foi designado para compor o batalhão olímpico da 15º Brigada”, revela o tenente-coronel Ricardo Tadeu Fiamoncini, comandante da unidade.

Segundo Fiamoncini, o 30º BIMec vai ser o batalhão com o maior número de militares da 15ª Brigada, inclusive, atuarão como comandantes. “Coube a nós o comando da operação”, afirma. Ao todo serão 410 militares empregados na missão. “Nós vamos receber militares de Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Palmas, Francisco Beltrão e Curitiba”, comenta.  De acordo com o comandante do 30º BIMec, o treinamento é voltado para áreas urbanas e densamente povoadas, que impactam na preparação um pouco diferenciada do soldado que é formado normalmente.

“Teremos treinamentos para lidar com situações que envolvam segurança pública, controle de pessoas e acesso às instalações, entre outros”, revela. Somente vão participar da missão soldados formados, ou seja, que ingressaram no Exército no ano passado. Fiamoncini avalia que a presença da tropa é motivo de orgulho. “É uma grande oportunidade para os militares do Norte do Paraná mostrarem todo seu conhecimento”, diz.

BLINDADOS - Ele observa ainda que existe a possibilidade de usar blindados no Rio de Janeiro. “Se isso acontecer, iremos utilizar os blindados que já estão empregados na cidade do Rio de Janeiro, por uma questão logística. A tropa que vai daqui para lá, ela também estará treinada para ser empregada neste meio”, garante.  Na avaliação do comandante, a participação dos militares do 30º BIMec em outras missões como no Morro do Alemão, Complexo da Maré e na Copa do Mundo servem de experiência para as Olimpíadas. “A preparação dos nossos militares é semelhante. O nosso militar está muito bem preparado. Já atuou em várias operações e isso facilita muito”, acredita.


Efetivo vai atuar em competições ‘radicais’

continua após publicidade

No Rio de Janeiro, os militares terão como missão patrulhamento ostensivo em ações de caráter preventivo, ações de segurança pública, controlar acesso de veículos e pessoas e atuar de forma repressiva, se for o caso, para manter a ordem dentro ou fora dos locais de competições.

O comandante do 30º BIMec tenente-coronel Ricardo Tadeu Fiamoncini explica que a presença da tropa se limitará ao entorno dos locais de competições. “Nós não vamos atuar dentro dos locais de competições, a nossa participação acontecerá somente no entorno”, afirma.  O efetivo do 30º BIMec vai atuar especialmente na região Marechal Deodoro, no Parque Radical, onde acontecerão as competições de BMX, Mountain Bike e canoagem slalom.