Apucarana

“Bate-boca” marca sessão da Câmara de Apucarana

Da Redação ·
Cartazes reforçavam o pedido de permanência dos salários (Foto: Sérgio Rodrigo)
Cartazes reforçavam o pedido de permanência dos salários (Foto: Sérgio Rodrigo)

Um grupo de manifestantes, de aproximadamente dez pessoas, foi até a sessão da Câmara de ontem (08/03) reforçar o pedido para que o valor dos salários pagos aos vereadores de Apucarana não seja reajustado para a próxima legislatura. O assunto não estava na pauta e a sessão corria tranquilamente até o vereador Luiz Magalhães (PRB) fazer uso da tribuna e ser interrompido por um manifestante, que passou a desferir xingamentos ao edil. O caso ocorreu por volta das 21 horas.

continua após publicidade

O vereador argumentou que estava sendo ofendido, assim como na sessão anterior. Magalhães, então, pediu ao presidente da Casa, José Airton Deco de Araújo (PR), que solicitasse a Guarda Municipal (GM) de Apucarana que retirasse o cidadão do local. O pedido foi aceito e a pessoa de “Fernando Macarrão”, como é conhecida, foi retirada, não oferecendo resistência.

Magalhães, que trocou ofensas com “Fernando Macarrão”, fez questão de frisar que a Câmara está aberta a manifestações de “gente de bem”. “Protesto de gente de bem sempre será muito bem recebido”. Por outro lado, o vereador disse que não suporta provocação de bandido.

continua após publicidade

Sobre a votação do subsídio para a próxima legislatura, os vereadores têm até abril para decidir. Entretanto, é discutido a possibilidade de congelamento dos salários.