Mais lidas
Apucarana

Júri condena jovem a 12 anos de prisão por homicídio em Apucarana

.

Um júri popular realizado nesta quinta-feira (25/02), no Fórum Desembargador Clotário Portugal, condenou um acusado de homicídio a 12 anos de prisão em regime fechado. O crime ocorreu em janeiro de 2014, no Jardim Ouro Fino.

Foto: José Luiz Mendes

Consta nos autos que o réu, José Carlos de Oliveira, 20 anos, matou a vítima, Diego Afonso Gomes, 20 anos, com diversos disparos. Oliveira contou com a ajuda de Douglas Allan Bonfati, conhecido como 'dogão' e 'pelota', que está foragido desde a época do homicídio. 

Segundo a denúncia do Ministério Público (MP), a dupla exerce o controle da criminalidade do Jardim Ouro Fino, sendo que a vítima, sem consentimento dos acusados, passou a praticar furtos nas casas do bairro. Ainda conforme a denúncia, Oliveira e Bonfati agiram por motivo fútil, por não aceitarem interferência externa de outros criminosos. 

RELEMBRE O CASO - Diego Afonso Gomes foi morto com três tiros, por volta das 16h40 do dia 4 de janeiro de 2014, na Rua Anízio Gonçalves, no Jardim Ouro Fino, na região do Conjunto Habitacional Senador Marcos Freire, na zona norte de Apucarana. 

Na época, populares que presenciaram o crime informaram a Polícia Militar (PM) que a vítima transitava com sua bicicleta, quando duas pessoas em uma moto de cor prata se aproximaram e o garupa efetuou vários disparos. Uma equipe do Samu ainda tentou socorrer o rapaz, mas ele não resistiu e faleceu no local.

A dupla fugiu na sequência tomando o rumo do Jardim Ponta Grossa. Junto ao corpo de Diego foram encontradas cinco pedras de crack. Segundo a polícia, o rapaz tinha antecedentes criminais.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber