Mais lidas
Apucarana

​Apucaranenses são acusados de desviar uma carga de cimento avaliada em R$ 45 mil 

.

As vítimas já reconheceram dois dos integrantes da quadrilha “Hugão e Peba” que teriam aplicado o golpe na empresa de cimento na cidade de Maringá. Representantes de uma empresa distribuidora de cimento da cidade de Maringá estiveram na 17ª Subdivisão Policial (SDP) para denunciar que sofreu prejuízo de R$ 45 mil em golpe aplicado por dois apucaranenses, identificados como “Hugão e Peba”.

A empresa Cauê, distribuidora de cimentos radicada Maringá, foi vítima de um desvio de uma carga de cimento avaliada em R$ 45 mil reais. Sabendo que suspeitos seriam de Apucarana, os representantes da empresa mantiveram contato com o delegado chefe da 17ª SDP, José Aparecido Jacovós.

Golpistas foram identificados como “Hugão e Peba”
Foto: Reprodução


Segundo a polícia, carga de cimento desviada foi levada para um "depósito de fachada" em Arapongas, mas funcionários da empresa Cauê apuraram que a compra foi realizada por “Hugão e Peba”. Eles foram reconhecidos pelos representantes da empresa.

QUADRILHA DE ESTELIONATÁRIOS
- De acordo com o delegado José Aparecido Jacovós, "em Apucarana tem uma quadrilha de estelionatários, de criminosos, golpistas." A polícia pediu ao Judiciário a prisão dos dois suspeitos e a Justiça decretou, mas depois revogou a decisão antes que eles fossem presos. Mais vítimas de outra cidade estiveram na 17ª SDP e reconheceram os estelionatários como sendo os autores de outros golpes aplicados.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber