Apucarana

Chuva provoca grandes danos em colégio público de Apucarana (PR) 

.

O Colégio Estadual Nilo Cairo, de Apucarana, na região Norte do Paraná, foi danificado significativamente com as chuvas que caíram nos últimos dias, conforme foi informado nesta quarta-feira (13) pelo diretor do estabelecimento, professor João Luiz Calegari e sua equipe. A água entrou na sala de armazenamento da merenda escolar e molhou alimentos, além de outras dependências, como a sala de orientação pedagógica, onde estavam muitos documentos de alunos, provocando transtornos.   

O diretor do colégio solicitou a presença do Corpo de Bombeiros, de um engenheiro civil e de mestres de obras no estabelecimento de ensino para elaboração de relatório sobre os estragos, que será encaminhado posteriormente à Secretaria de Estado da Educação (SEED).  Conforme Calegari, a sala onde é guardada a merenda escolar ficou toda molhada, assim como a cozinha, seis salas de aula de 48 metros quadrados cada uma, o ginásio de esportes (com 600²) e as salas da direção e orientação pedagógica, além de outras dependências físicas do colégio.

Documentos de alunos danificados pela água
Foto: José Luiz Mendes 


"No depósito de armazenamento de merenda escolar ainda está pingando água nesta quarta-feira. Choveu demais e as consequências foram muito desastrosas para o Colégio Estadual Nilo Cairo, mas ainda não podemos mensurar quanto de prejuízo foi causado", diz Calegari. O professor acrescenta que a água também danificou computadores e outros equipamentos, além ocasionar o surgimento de bolor (mofo) no forro. "Há dois anos esperamos por recursos para providenciar reforma na cobertura do colégio e realizar outras benfeitorias, como deixam claros os protocolos enviados para Curitiba", frisa Calegari.

Há muitos pontos de infiltrações no estabelecimento de ensino
Foto: José Luiz Mendes


INFILTRAÇÕES - O mestre de obras Jesuel Monesso esteve no colégio para avaliar os estragos e apontar o que deve ser feito. "Há muitas telhas quebradas e estamos checando como estão as calhas. Foram constatados vários pontos em toda a edificação onde há infiltração de água e consequentemente bolor", afirma Monesso. 

Diretor João Luiz Calegari mostra água pingando ainda nesta
quarta-feira no depósito de armazenamento de merenda
Foto: José Luiz Mendes



RELATÓRIO
- O sargento Fernando Baldin, do Corpo de Bombeiros, esteve com uma equipe da corporação no estabelecimento de ensino público para fazer um relatório sobre a situação. "Realizamos uma verificação dos danos causados pela água nas dependências do colégio, que posteriormente deve ser requisitado pela direção do colégio para se repassado às autoridades competentes de Curitiba".  O Núcleo Regional de Educação (NRE) de Apucarana ainda não se manifestou sobre os danos provocados pela chuva no Colégio Nilo Cairo.

Bombeiros, o diretor e mestres de obras durante vistoria no ginásio de
esportes: relatório sobre os danos será encaminhado para Curitiba
Foto: José Luiz Mendes


MILHARES DE ALUNOS
- O "Nilo Cairo" é o maior  estabelecimento de ensino público da área do NRE de Apucarana, com mais de 2000 alunos, distribuídos em mais 68 turmas nos três turnos.