Facebook Img Logo
Mais lidas
Apucarana

​MP quer o fim do hábito de beber cerveja em posto de combustível

.

Postos podem vender bebidas alcoólicas, mas consumo é proibido em suas dependências (foto: Sérgio Rodrigo)
Postos podem vender bebidas alcoólicas, mas consumo é proibido em suas dependências (foto: Sérgio Rodrigo)

Tomar uma cervejinha nos postos de combustível é um hábito comum a muita gente. Em alguns locais do País, onde faltam opções de lazer, esses estabelecimentos são até ponto de encontro da juventude. Esse costume, no entanto, gera bastante polêmica. Afinal, esse comércio não foi planejado para esse tipo de atividade.

No Paraná, inclusive, uma lei estadual proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nas dependências de postos de combustíveis – apenas a venda é permitida. Em Apucarana, no Norte do Estado, a Promotoria de Defesa do Consumidor, do Ministério Público (MP), quer acabar com esse hábito. O MP determinou prazo até 31 de janeiro para os donos se adequarem à lei estadual. Após a data, o Procon começa a fiscalizar e autuar, sob pena de multa, aqueles que descumprirem a ordem.

O gerente de posto de combustíveis, Orestes Bobeki, avalia que a medida chega em um momento crítico da economia, e vai afetar ainda mais o movimento de clientes no estabelecimento. “Estamos fechando um ano difícil e estamos sofrendo muito com o comércio, tanto que até pensamos em fechar a loja de conveniência. E agora essa lei vem para complicar mais porque o carro chefe da loja é a cerveja, principalmente”, destaca.

Ele conta que a empresa havia reforçado o estoque de bebidas e o número de funcionários de olho nas comemorações de fim de ano, período que costuma ser mais rentável para o comércio. Além disso, ele destaca que a empresa investiu na ampliação da estrutura justamente para proporcionar espaço apropriado para esse tipo de atendimento, com mesas para o consumo dos produtos no local. “Montamos toda uma estrutura por isso é muito difícil vender um produto, que já está gelado, e impedir o cliente de consumir no local. Mas vamos ter que nos adequar, pois, vamos cumprir a lei”, diz.

Proprietário de posto de combustíveis, Rodrigo Ducatti, questiona a fundamentação da lei. “Com base em que a lei foi fundamentada? Se for porque os motoristas bebem e saem para dirigir, isso também acontece em bares e restaurantes”, questiona.

Entretanto, mesmo sem compreender a medida, Ducatti disse que vai se adequar. “Tenho até 31 de janeiro para colocar cartazes e informar os clientes que o consumo de bebidas alcoólicas está proibido nas dependências do posto”, comenta.

De acordo com o promotor Thiago Cava, postos de combustíveis não têm o mesmo alvará concedido a estabelecimentos como bares e restaurantes. “Eles não poderiam ter deck, mesas nem cadeiras. E se existe uma lei ela deve ser cumprida”, assinala.

Cava orienta que os clientes sejam informados desde já sobre a proibição. Também há recomendação para que os proprietários coloquem cartazes com o número da lei estadual e com avisos sobre a nova regra.

O promotor se reuniu com os proprietários semana passada e disse que todos se prontificaram a acolher a recomendação.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Apucarana

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber