Apucarana

​Apucarana vai ganhar três novos CMEIs

Da Redação ·
As unidades beneficiarão os bairros do Núcleo Afonso Alves de Camargo, Residencial Sanches dos Santos e Jardim Catuaí. (Fotos: Edson Denobi)
As unidades beneficiarão os bairros do Núcleo Afonso Alves de Camargo, Residencial Sanches dos Santos e Jardim Catuaí. (Fotos: Edson Denobi)

O prefeito Beto Preto autorizou, na manhã desta sexta-feira (04/12), a abertura de processo licitatório para a contratação de empreiteiras que vão construir três Centros Municipais de Educação Infantil em Apucarana.  Os novos CMEIs beneficiarão os bairros do Núcleo Afonso Alves de Camargo, Residencial Sanches dos Santos e Jardim Catuaí.   As unidades serão dotadas de salas de aula, salas multiuso, sanitários, fraldários, pátio coberto, parque e refeitório, entre outros ambientes essenciais para a aprendizagem, e juntas vão gerar mais 360 vagas para o atendimento de crianças de quatro meses a quatro anos de idade.   As obras são do governo federal, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que disponibilizará recursos da ordem de R$ 3,8 mi para a sua execução. 

continua após publicidade

Entretanto, o Município terá uma contrapartida no valor de R$ 600 mil.   A obtenção dos três novos CMEIs foi fruto da persistência do prefeito Beto Preto, em parceria com a senadora Gleisi Hoffmann. “Em 2013, o governo federal abriu um registro de preços para a construção de novas creches em todo o país e Apucarana foi contemplada com quatro unidades. Mas a empresa vencedora da licitação, a Construtora Casa Alta, de Curitiba, ergueu apenas o CMEI do Jardim Diamantina e rescindiu o contrato. Então, coube a nós lutarmos pela reconquista dos três outros prédios”, explicou.   

O chefe de gabinete da senadora Gleisi, Arilson Chiorato, destaca que o governo federal liberou, neste momento, a construção de apenas 30 CMEIs em todo o Paraná. “Destes, Apucarana ficou com três, uma vez que a prefeitura local mantém toda a documentação em dia.

continua após publicidade

A eficiência dos municípios conta muito nestas ocasiões. Se algum documento estivesse faltando, certamente veríamos as obras irem para cidades vizinhas”, disse.   Para a diretora-presidente da Autarquia Municipal de Educação, professora Marli Fernandes, a construção das novas unidades e a reforma e ampliação de outros CMEIs vai impulsionar o atendimento às crianças.

“Com certeza, vai diminuir o número de crianças por sala nos CMEIs dos bairros vizinhos, e trará também conforto aos pais, que poderão matricular seus filhos mais perto das suas casas”, disse.   Segundo o prefeito, a abertura da licitação será realizada em 17 de janeiro, com assinatura de ordem de serviço prevista para os dias subsequentes. A duração total das obras deve ser de aproximadamente dez meses.