Apucarana

Jardim Ponta Grossa terá capela mortuária

Da Redação ·
Com prazo de execução de 180 dias, a capela mortuária do Jardim Ponta Grossa terá 157,37 metros quadrados de área construída (Foto: Edson Denobi)
Com prazo de execução de 180 dias, a capela mortuária do Jardim Ponta Grossa terá 157,37 metros quadrados de área construída (Foto: Edson Denobi)

O prefeito Beto Preto autorizou nesta quarta-feira (04/11), em ato no gabinete municipal, o início da construção da capela mortuária do Jardim Ponta Grossa. Uma reivindicação de cerca de 20 anos, a estrutura - que vai atender também a população das comunidades adjacentes - será construída na Avenida Central do Paraná, no prolongamento da Rua Dom Pedro II, ao lado da linha férrea. 

continua após publicidade

“Do jeito que está há anos, quando uma família perde um ente tem grandes dificuldades para levar parentes e amigos para o velório, que acontece na capela central. Em poucos dias, iremos autorizar também a construção de uma capela mortuária no Distrito de Vila Reis, outra comunidade que passa pela mesma situação e, com isso, acredito que equalizamos essa questão em Apucarana, uma vez que em outros locais da cidade o acesso à capela mortuária central é mais fácil”, disse o prefeito.

Ele esclareceu que a autorização para a construção da capela no Distrito de Vila Reis depende apenas da oficialização do terreno. “Estamos permutando a área para construção e este procedimento está prestes a obter aprovação dos vereadores, os quais aproveito para agradecer o zelo com que têm votado as questões de interesse da população”, concluiu.

continua após publicidade

Com prazo de execução de 180 dias, a capela mortuária do Jardim Ponta Grossa terá 157,37 metros quadrados de área construída, contando com hall de entrada, sala de velório, varandas externas cobertas, sala de estar, copa, depósito e dois sanitários adaptados para portadores de necessidades especiais. O investimento, com recursos próprios da prefeitura, é de R$ 190.582,97. A vencedora da licitação foi a empreiteira Pires – Construções e Empreendimentos Ltda – ME, de Apucarana.

O diretor-presidente da Aserfa, Vladimir José da Silva, que também é líder comunitário no bairro, destacou a luta pela benfeitoria. “Muito feliz neste momento, onde a população é atendida em um pedido antigo. Como vereador tive a oportunidade de fazer o seu requerimento e agora, como secretário, a satisfação de estar coautorizando o seu início, graças sobretudo ao dinamismo de um prefeito que tem olhar social por toda a cidade”, disse Vladimir.

Além do Jardim Ponta Grossa, a capela do Jardim Ponta Grossa vai beneficiar os moradores do Marcos Freire, Vale Verde, Alvorada, Ouro Verde, os jardins América, Mercadante, Diamantina e o Marissol, além do Sanches dos Santos, Mathias Hoffman, Recanto Mundo Novo e adjacências.

O ato de assinatura da ordem de serviço para a capela mortuária do Jardim Ponta Grossa contou também com a presença de Arilson Chiorato, chefe de gabinete da senadora Gleisi Hoffmann, do líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Luiz Magalhães, do secretário de Obras, Herivelto Moreno, do subprefeito do Distrito de Vila Reis, Antônio Marques da Silva (Marquinhos da Vila Reis), e do sócio-proprietário da empreiteira Pires – Construções e Empreendimentos Ltda, Márcio Pires.