Apucarana

Bancários decidem colocar fim à greve após 21 dias de paralisação

Da Redação ·
Foto: José Luiz Mendes
Foto: José Luiz Mendes

Após 21 dias de paralisação, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e o sindicato dos trabalhadores da categoria entraram em um acordo. A proposta dos bancos, aceita pela classe em assembleias realizadas em todo o país ontem, colocou um ponto final na greve. As agências bancárias retomarão as atividades de atendimento aos clientes hoje.

A Fenaban apresentou ao Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), uma nova proposta elevando para 10% o índice de reajuste sobre os salários, o que significa um aumento real de 0,12%, visto que a inflação do período foi de 9,88%. A federação também propôs correção de 14% no vale-refeição e no vale-alimentação.Segundo a Contraf-CUT, os bancos aceitaram também abonar 63% das horas dos trabalhadores de 6 horas, de um total de 84 horas, e 72% para os trabalhadores de 8 horas, de um total de 112 horas. Assim, após a volta ao trabalho, os bancários compensariam, no máximo, uma hora por dia útil, até o dia 15 de dezembro.

“A nova proposta da Fenaban, apresentada no 19º dia da greve, significa a manutenção do modelo que vinha sendo colocado em prática nos últimos anos, de reposição integral da inflação mais aumento real e abono parcial dos dias parados”, informou a Contraf, em nota. A reivindicação inicial da categoria era de 16% de reajuste (sendo 5,7% de aumento real), e a Fenaban oferecia 5,5%. Em Apucarana, bancários votaram pelo fim da greve no final da tarde de ontem na sede do sindicato.“A negociação deste ano foi bem difícil, mas conseguimos recompor o salário e obter um pequeno ganho real. Uma negociação ruim seria algo abaixo da inflação. Por isso, vejo como sendo razoável a proposta aprovada”, afirma o presidente do Sindicato dos Bancários de Apucarana e Região, Antônio Pereira da Silva.

Em razão desses avanços, o Comando Nacional orientou os sindicatos a realizarem assembleias até a segunda-feira (14) e a aceitarem a nova proposta. Durante a paralisação, mais de 12 mil das 22.975 agências instaladas no país chegaram a fechar as portas para o público. Agências foram fechadas em nove cidades da região: Apucarana, Arapongas, Ivaiporã, Jandaia do Sul, Faxinal, Califórnia, Marilândia do Sul, São Pedro do Ivaí e São João do Ivaí. A base sindical local tem em torno de 700 bancários.

continua após publicidade


Foto: José Luiz Mendes

continua após publicidade