Mais lidas
Apucarana

​Apucaranense faz sucesso na equipe do Vasco/FAB

.

Revelado pela equipe de handebol do Colégio Platão, o atleta apucaranense Rafael Hidalgo Lobato, 26 anos, vem vivendo o seu melhor momento na modalidade. De férias em Apucarana, revendo familiares e amigos, Rafael esteve na redação do Jornal Tribuna do Norte e disse que atualmente está atuando no Vasco da Gama/Força Aérea Brasileira (FAB), do Rio de Janeiro e que recentemente defendeu a Seleção Brasileira na 6ª edição dos Jogos Mundiais Militares, na Coreia do Sul.

Com a base do Vasco/FAB, o selecionado nacional terminou a competição em sexto lugar, com o Egito sendo campeão e os donos da casa obtendo a segunda colocação. “O handebol nestes jogos foi disputado pela primeira vez, com as suas seleções principais, enquanto o Brasil foi representado por um clube”, disse o apucaranense.

Na equipe do Rio de Janeiro desde o ano passado, Rafael é bicampeão da Copa do Brasil (2014 e 2015), campeão carioca na temporada passada e também em 2014 ficou em quarto lugar na Liga Nacional. Na Copa do Brasil de 2015, realizada recentemente no Ginásio de Esportes Chico Neto em Maringá, além do título, Rafael foi escolhido como melhor ponta direita, foi o artilheiro do campeonato com 36 gols e entrou na seleção do campeonato.

Neste ano o Vasco lidera o Campeonato Estadual e vem participando da Liga Nacional, tendo obtido até o momento um empate e sofrido uma derrota. Antes do Vasco/FAB, o apucaranense jogou nas equipes da Unopar de Londrina, Sorocaba-SP e Esporte Clube Pinheiros-SP. No handebol, ele foi descoberto pelo professor Luciano Augusto Molina Ferreira, do Colégio Platão.

Também atuou no Colégio São José, com o professor Alessandro Ferreira, e na Seleção de Apucarana, com o técnico Edílson Marcondes de Oliveira, o Sky. Nos times apucaranenses foi campeão nos Jogos Escolares do Paraná (JEP´s) e de campeonatos regionais, e disputou os Jogos da Juventude do Paraná (Jojup´s), Jogos Abertos do Paraná (JAP´s) e Jogos Abertos do Vale do Ivaí (JAVI´s). “O Molina, o Alessandro e o Sky foram muito importantes no início da minha carreira e se hoje sou profissional eles têm uma grande parcela”, finalizou Rafael.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber