Apucarana

​Secretário reúne equipe e define plano de trabalho

Da Redação ·
 Nikolai Cernescu Junior também é o titular da Secretaria Municipal de Gestão Pública - Foto: Divulgação
Nikolai Cernescu Junior também é o titular da Secretaria Municipal de Gestão Pública - Foto: Divulgação

A equipe da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio reuniu-se na quinta-feira (15/10) com o novo secretário, Nikolai Cernescu Junior, que também é o titular da Secretaria Municipal de Gestão Pública. Durante o encontro, Nikolai definiu com os servidores da pasta as próximas ações que serão desenvolvidas.

O plano de trabalho prevê a revisão de todos os imóveis doados através do Programa de Desenvolvimento de Apucarana (Prodea), além da análise da situação de parques industriais e incentivos para a liberação de crédito para microempreendedores. Nikolai assumiu a pasta há uma semana, quando o então secretário Laércio Beani Costa deixou o cargo para se dedicar à empresa de consultoria empresarial. “Vamos fazer a revisão a partir dos relatórios deixados pelo Laércio Costa, fazendo a vistoria in loco em lotes doados nesta e em outras gestões.

O objetivo é verificar se as empresas beneficiadas estão cumprindo todas as condicionantes do programa”, frisa o prefeito de Apucarana, Beto Preto. O Prodea estabelece incentivos para a criação ou ampliação de empresas comerciais, industriais ou turísticas, entre os quais estão a doação de imóveis. “Entretanto, a doação poderá ser revertida se a legislação não for cumprida. Um dos compromissos firmados pelas empresas é que a construção dos empreendimentos deve iniciar seis meses após o ato da doação e concluída em dois anos”, observa Nikolai Cernescu Junior.

O plano de trabalho para os próximos meses na Secretaria Municipal de Indústria e Comércio prevê ainda uma análise da infraestrutura dos parques industriais Berté e Galan. “Vamos verificar a situação da pavimentação, água, luz, entre outros, para podermos definir intervenções nestes espaços”, pontua Nikolai. Outra ação que será colocada em prática é o fortalecimento do Banco do Empreendedor, visando otimizar a liberação de créditos para microempreendedores. “Pretendemos dar atenção especial para profissionais liberais e pequenos negócios, agilizando a liberação do microcrédito”, afirma Nikolai, lembrando que os valores liberados nesta linha de crédito podem chegar até R$ 15 mil.

continua após publicidade