Apucarana

“Justiça no Bairro” movimenta Escola Karel Kober

Da Redação ·
O Programa Justiça no Bairro é uma iniciativa do poder judiciário, em parceria com a Prefeitura de Apucarana - Fotos: Edson Denobi
O Programa Justiça no Bairro é uma iniciativa do poder judiciário, em parceria com a Prefeitura de Apucarana - Fotos: Edson Denobi

Centenas de pessoas foram nesta sexta-feira  (18/09) até a Escola Municipal Karel Kober, no Jardim Diamantina, onde acontece mais uma edição do Programa “Justiça no Bairro”. Além de perícias médicas e exames de DNA, os atendimentos envolvem situações de divórcio, alimentos, guarda e responsabilidade, reconhecimento de paternidade e de maternidade, reconhecimento e dissolução de união estável, retificação de registro civil e interdição. Todos os serviços são gratuitos, com exceção do exame pericial de DNA.

O prefeito de Apucarana, Beto Preto, esteve no local no início do trabalho, que começou às 9 horas e estava previsto para encerrar às 17 horas. “Essa é a terceira vez neste mandato que o evento acontece em Apucarana, desta vez de uma maneira mais simples e concentrada. Quero parabenizar os serventuários da Justiça do Paraná, a nossa equipe da assistência social e da Escola Karel Kober pelo esforço em adiantar perícias e procedimentos jurídicos”, destaca Beto Preto.

continua após publicidade

Autoridades durante o "Justiça no Bairro" - Fotos: Edson Denobi

continua após publicidade

O atendimento ocorreu por agendamento ou livre demanda. Somente no caso de perícias previdenciárias e relativas ao DPVAT, estavam agendadas 500 audiências. “São processos que estão aguardando a realização das perícias para ter prosseguimento e existe a dificuldade de reunir profissionais nesta quantidade. É uma equipe de cerca de 15 médicos, parceira do programa e que vem de várias partes do Estado, especialmente de Curitiba”, explica o juiz Osvaldo Soares Neto, diretor do Fórum Desembargador Clotário Portugal.

De acordo com a desembargadora Joeci Machado Camargo, idealizadora e coordenadora-geral do Programa Justiça no Bairro, as pessoas com agendamento foram recepcionadas  na entrada da escola, receberam uma senha e eram encaminhadas para a sala de espera. Já nos casos de livre demanda, o atendimento ocorreu por ordem de chegada. “Temos uma nova edição em Apucarana programada para o dia 20 de novembro, inclusive com casamento coletivo”, anuncia a desembargadora.

continua após publicidade


O Programa Justiça no Bairro é uma iniciativa do poder judiciário, em parceria com a Prefeitura de Apucarana, voltado ao atendimento da população vulnerável economicamente. A secretária municipal de Assistência Social, Márcia Regina de Sousa, afirma que o Município disponibilizou  vinte servidores (10 por turno) para auxiliar nas atividades. “São, na maioria assistentes sociais, que ajudam na organização e também dão o parecer social nas perícias”, observa.


ATENDIMENTOS – Michael Augusto de Freitas, de 20 anos, que mora no Distrito de Correia de Freitas, sofreu um acidente de moto há cerca de um ano e buscou o serviço de perícia médica. “Estou com problema na coluna e não posso carregar peso”, relata Michael, que chegou a ficar afastado do trabalho por cinco meses.

Selma Martins Barreto, de 67 anos, foi vítima de um atropelamento há cerca de um ano e meio. Selma levou exames como raio-x e foi avaliada pela equipe médica, com o objetivo de encaminhar o seguro DPVAT ( Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres). “Recebi a carta em casa com o agendamento do dia e do horário e aqui eles foram bastante atenciosos”, conta Selma.