Apucarana

Gás de cozinha vai sofrer novo reajuste

Da Redação ·
Revendedoras afirmam que novo preço do botijão entra em vigor no próximo mês | Foto: Sérgio Rodrigo
Revendedoras afirmam que novo preço do botijão entra em vigor no próximo mês | Foto: Sérgio Rodrigo

A partir da próxima semana, o preço do botijão de gás de cozinha de 13 quilos vai ficar até 10% mais caro na região. Empresas que revendem o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) em Apucarana, Arapongas e Ivaiporã consultadas pela Tribuna confirmaram o reajuste, que ocorre tradicionalmente em setembro. Este é o mês em que o reajuste salarial da categoria é negociado entre os sindicatos.

A previsão é que o consumidor tenha que desembolsar pelo menos R$ 5 a mais por botijão. Proprietário de revendedora em Arapongas, Ailton Vilas Boas, diz que recebeu um ofício da distribuidora há exatamente 15 dias. De acordo com ele, o documento anuncia o reajuste de 9,89% no preço do botijão. Na empresa de Vilas Boas o gás é comercializado a R$ 55 e após o reajuste o valor pode passar para R$ 60,43, um aumento de R$ 5,43. 

“Acho que o consumidor não vai ficar assustado porque é um reajuste que sempre acontece em setembro e todos já estavam esperando”, acredita o comerciante. Outras duas empresas da cidade que comercializam o produto também confirmaram que o preço vai subir. “Recebi uma carta no início deste mês informando que vai aumentar 9%”, afirma a proprietária de revenda de gás, Marlene Campos Folk. A comerciante lembra que este já é o segundo reajuste anunciado neste ano. Em abril o aumento no imposto pelo Governo Estadual refletiu na elevação de 11% no preço do produto. “Já estou avisando os clientes para se prepararem”, comenta. 

INCERTEZA - Em Apucarana, o clima é de incerteza. Algumas distribuidoras já informaram as revendedoras de que, no próximo mês, os preços irão subir. No entanto, nenhuma delas disse de quanto será o reajuste.“A alta vai acontecer, isso já é praticamente certo. Já passaram essa informação para nós, para que não sejamos pegos de surpresa. Mas ainda não sabemos qual a porcentagem do aumento”, destaca Antônio de Jesus, de uma revendedora de gás de cozinha da cidade.

Já a proprietária de outro estabelecimento, Fabiana Zambonini, também confirma o aumento. “Não tem como fugir, a distribuidora já confirmou a subida de preço. Mas ainda não está definido o percentual”, diz.Hoje, o botijão de 13 quilos de gás de cozinha é vendido em Apucarana custando entre R$ 45 a R$ 53. Já em Arapongas, os valores ficam entre R$ 50 a R$ 55.

continua após publicidade