Apucarana

Vereadores vão fiscalizar calçadas em Apucarana 

Da Redação ·
 Trecho da “Galdino Gluck Júnior”, no centro da cidade: pedestres enfrentam pedra e terra  | Foto: Delair Garcia
Trecho da “Galdino Gluck Júnior”, no centro da cidade: pedestres enfrentam pedra e terra  | Foto: Delair Garcia

A Câmara de Vereadores instalou nesta semana uma Comissão para mapear e recuperar as calçadas de Apucarana. De acordo com o vereador Gilberto Cordeiro de Lima (PMN), que integra a comissão, o principal objetivo é fiscalizar e padronizar as calçadas de acordo o Código de Postura Municipal dentre outras leis que regulamentam a construção dos espaços. 

Na próxima semana, a comissão se reúne com representantes de entidades para discutir a aplicação das leis e receber sugestões. Entre os convocados, está prevista a participação de membros da Associação dos Deficientes Físicos de Apucarana (Adefiap), Instituto dos Cegos de Apucarana (ICA) e Conselho Municipal do Idoso.“Deficientes e idosos são os mais penalizados, por isso a importância desta reunião para discutir a aplicação das leis que devem ser observadas durante a construção ou revitalização das calçadas, como por exemplo a lei ambiental que vai determinar o tipo de arborização adequada”, explica o vereador. 

De acordo com o vereador, a comissão pretende ainda padronizar a construção de calçadas nos próximos loteamentos a serem lançados no município. O conselho ainda deve promover audiências públicas para debater os problemas junto a população, formulando um planejamento para disciplinar o uso e manutenção do espaço. O engenheiro civil, Sérgio Takaki, presidente da Associação da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Apucarana (AEAA), apoia a iniciativa e ressalta que Apucarana é uma cidade problemática neste aspecto, sobretudo, em relação a acessibilidade. “Dou apoio para que recuperem as calçadas. É necessário padronizar as calçadas e do centro com paver, que é o material ecológico indicado para este tipo de pavimentação devido a absorção de água e poeira”, sugere. 

MORADORES - Não é preciso ir muito longe para encontrar calçadas em péssimo estado de conservação, em Apucarana. Nas ruas que cortam o centro, como Rua Galdino Gluck Junior, Rua Ouro Branco, Rua Lapa, dentre outras tantas, denunciam a falta de manutenção nas calçadas que atrapalham pedestres, sobretudo, deficientes e idosos.“Tem lugares que é melhor andar pela rua do que pela calçada. Ainda mais nós idosos que temos maior dificuldade para andar e temos que ter muito cuidado para não cair, porque gente idosa não pode se machucar, é perigoso”, comenta o aposentado Gustavo Resende, 82 anos. 

Outro apucaranense, o motorista Narciso Franco, 41 anos, está revoltado com a situação da calçada da rua onde mora. “Na cidade existem muitas calçadas deterioradas e irregulares, que oferecem risco constante aos pedestres. A minha rua mesmo é uma delas. As árvores arrebentaram toda a calçada, não tem nem como passar pelo local”, reclama.

continua após publicidade