Apucarana

PM anuncia reforço do efetivo no Vale do Ivaí 

Da Redação ·
Prefeitos da Amuvi participaram da reunião ontem na Sesp, em Curitiba | Foto: Divulgação/ Sesp
Prefeitos da Amuvi participaram da reunião ontem na Sesp, em Curitiba | Foto: Divulgação/ Sesp

A Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp), se comprometeu ontem em reunião com mais de 20 prefeitos e vice-prefeitos da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) a reforçar o efetivo da Polícia Militar (PM) da região. A secretaria prometeu formalizar ainda este ano, mais dois Cursos para Formação de Soldados (CFSs) com 80 policiais em Apucarana e Ivaiporã. Uma força-tarefa conjunta entre Polícia Civil e Militar também será desencadeada nos próximos dias para investigar a ação de criminosos na região. 

continua após publicidade

O encontro, coordenado pelo chefe de gabinete da Sesp, Roberto Milaneze, contou com a participação do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato, e com o delegado-chefe da Divisão Policial do Interior (DPI), Valmir Sócio, atendendo solicitação dos prefeitos para ampliação do contingente policial, diante do aumento expressivo de assaltos e explosões a caixas eletrônicos na região. Só este ano, 17 agências e cooperativas de crédito foram atacadas.  

Dados obtidos pela Tribuna junto ao Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) de Apucarana revelam que, atualmente, o 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM) conta com um quadro de 333 policiais para atender 11 municípios. Na 6ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Ivaiporã, são 142 PMs para patrulhar 15 municípios.  “As autoridades reconheceram que a violência aumentou muito no Vale do Ivaí, com casos brutais, ressaltando a necessidade de ampliar o efetivo”, destacou o presidente da Amuvi, prefeito Luiz Carlos Gil, de Ivaiporã, que informou a reportagem sobre o anúncio das novas escolas.  

continua após publicidade

Gil disse que a previsão do comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Maurício Tortato, é que as contratações comecem logo após o fechamento do segundo quadrimestre deste ano.  Durante a reunião, os prefeitos também cobraram o envio de verbas para o conserto das viaturas da PM, paradas por falta de manutenção, além da disponibilização de mais veículos para a frota da PM, informou o prefeito de Borrazópolis, Adilson Lucchetti. 

O município foi alvo de uma quadrilha de assaltantes de banco que agiu em duas empresas e fez mais de 30 pessoas como reféns há uma semana. “O comando se comprometeu em tomar várias medidas para a nossa região, tanto que o conserto das viaturas já está autorizado, mas a possibilidade de adquirir mais viaturas ainda será analisada”, disse o prefeito informando que a solicitação deve atender municípios sem viaturas como Rio Branco do Ivaí, por exemplo.  

Os gestores ainda exigiram providências para solucionar o problema da superlotação do Minipresídio de Apucarana e da Cadeia Pública de Ivaiporã, aumento do investigadores da Polícia Civil e a nomeação de um delegado para responder pela Comarca de Grandes Rios. As demandas serão avaliadas.