Apucarana

​Polícia apresenta suspeitos de integrar a quadrilha da dinamite

Da Redação ·
Foto: Delair Garcia
Foto: Delair Garcia

Foram apresentados nesta quarta-feira (10) em Apucarana, quatro homens presos em Cambira, após ação da Polícia Militar, na tarde da última terça-feira (09), pelo crime de associação criminosa.

continua após publicidade

César Augusto dos Santos Guirado, Alexandre da Rocha, Otávio dos Santos Neto e Lucas Machado dos Santos foram presos, em frente a uma agência do Banco do Brasil da cidade, onde supostamente planejavam uma ação criminosa. O bando estava em uma Parati (Placas de Londrina), e teriam afirmado para a PM estarem em busca do RENAVAM do referido carro.

continua após publicidade

Foto: Delair Garcia

Segundo a PM, o grupo utilizava um rádio comunicador, sintonizado na frequência da Polícia Militar de Apucarana, o que já é considerado um ato criminoso. 

continua após publicidade

"Além disso, todos eles já possuem passagem pela polícia, pelos crimes de roubo, furto e porte ilegal de armas. Investigações tiveram início, acreditamos também que dois deles estiveram envolvidos na explosão de um caixa eletrônico em Londrina. Embora o crime não tenha ocorrido, o fato deles estarem associados usando o rádio, já é uma evidência para a prisão. A lei proíbe esse tipo de prática. Eles provavelmente estavam ali para levantar informações sobre o local e possíveis rotas de fuga após um crime no local", citou a delegada Iane Cardoso do Nascimento.


"Já tive passagens criminosas, mas não sou mais 'vagabundo', irei provar isso", relatou Alexandre da Rocha - Foto: Delair Garcia

continua após publicidade

Um dos presos, questionou a versão da Polícia, afirmando que a prisão foi arbitrária. "O rádio estava desligado, não estava na frequência da PM como foi relatado. O mesmo estava em um carro, que havia sido emprestado de outra pessoa. Passamos por Cambira para retirar um extrato do RENAVAM. Fomos abordados pela PM, que deu uma geral no veículo e não encontraram nada. Já tive passagens criminosas, mas não sou mais 'vagabundo', irei provar isso", relatou Alexandre da Rocha. Segundo a PM, o carro apreendido com o bando, estava com a situação regular.

Todos ficarão à disposição da justiça na 17ª SDP de Apucarana.