Apucarana

Professores fazem novos protestos em Apucarana

Da Redação ·
Professores durante passeata em frente à redação da Tribuna (Foto: Luiz Demétrio)
Professores durante passeata em frente à redação da Tribuna (Foto: Luiz Demétrio)

Dezenas de professores da rede estadual de ensino realizaram mais uma mobilização de protesto, na manhã desta quarta-feira (29), em vias públicas da área central de Apucarana.

continua após publicidade

Com caminhão de som, os educadores vieram pela Rua Clóvis da Fonseca até a frente da redação do jornal Tribuna do Norte/TNOnline, onde pararam para reclamar da cobertura jornalística que vem sendo dada à mobilização da categoria. O jornalista Fábio Campana, que assina coluna diariamente na Tribuna, foi muito criticado pelos manifestantes.

Eles protestavam ainda contra vereadores de Apucarana que, conforme os educadores, hesitaram em assinar nota de repúdio aos deputados estaduais e ao governo do Estado em relação ao posicionamento sobre a mobilização da categoria e da forma "hostil" como membros da classe foram tratados em Curitiba, com uso de spray de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo. 

continua após publicidade

Dezenas de professores estaduais lotaram o plenário da Câmara de Apucarana durante a sessão desta terça-feira (28). O diretor de comunicação do núcleo sindical da APP em Apucarana, João Calegari, chegou a utilizar da palavra em plenário durante a sessão da Câmara, solicitando apoio à mobilização. Segundo ele, apenas três vereadores aceitaram encaminhar uma carta de repúdio ao governo. Outros três ficaram neutros e o restante se posicionou a favor do projeto do governo do Estado que altera a ParanaPrevidência. A presença de Calegari na Câmara foi publicada, com foto, na página 3 da edição desta quarta-feira da Tribuna.

"Não podemos aceitar que nos retirem direitos conquistados ao longo de tantos anos", disse João Luiz Calegari, referindo-se ao projeto que muda a ParanaPrevidência, o fundo de Previdência do funcionalismo estadual.

NOTA DA REDAÇÃO

continua após publicidade

A redação da Tribuna do Norte destaca que a cobertura jornalística sobre a greve dos professores é realizada de forma imparcial pelo jornal e também pelo site TNOnline desde o início da mobilização da categoria, com amplo espaço para divulgação de tudo que está ocorrendo em relação ao movimento dos educadores em Curitiba e também na região.

A redação ressalta ainda que na edição desta quarta-feira foi publicada como foto principal da capa do jornal um momento de confronto entre professores e policiais militares ontem, em Curitiba, acrescentando que na página três da mesma edição foi destacada a presença dos educadores na sessão de terça-feira (28) à noite na Câmara de Vereadores de Apucarana, para pedir apoio ao movimento classista, com foto do professor João Calegari, da APP-Sindicato. 

Quanto às reclamações sobre Fábio Campana, a redação da Tribuna esclarece que a coluna assinada por ele é de inteira responsabilidade do autor, que tem posicionamento próprio sobre a questão, e o jornal não pode censurar a opinião do articulista.