Apucarana

​Guarda Municipal de Apucarana recebe mais 14 novas armas não letais

Da Redação ·
Em evento realizado na manhã de ontem na sede da Guarda Municipal, Marcos Antônio Fechio, instrutor de Taser e Spark, fez demonstrações de como o equipamento pode ser utilizado em diversas situações de conflito - Foto:  Edson Denobi
Em evento realizado na manhã de ontem na sede da Guarda Municipal, Marcos Antônio Fechio, instrutor de Taser e Spark, fez demonstrações de como o equipamento pode ser utilizado em diversas situações de conflito - Foto: Edson Denobi

A Guarda Municipal de Apucarana recebeu ontem (23) um lote de quatorze conjuntos de armas não letais, da marca Spark, produzidas no Brasil. Os equipamentos foram adquiridos por meio do Consórcio Intermunicipal de Segurança da Região Metropolitana de Londrina (Cismel), ao custo de R$ 40,6 mil.

continua após publicidade

Segundo o comandante da GM, Edinei Francisco da Silva, os Sparks já foram testados e serão imediatamente colocados à disposição das equipes, que passaram a portar o equipamento em suas escalas rotineiras de trabalho. “Trata-se de um armamento não letal bastante eficiente em situações aonde é preciso neutralizar ou conter um agressor”, avalia o comandante.

Segundo ele, dos dez conjuntos Taser, recebidos em 2009, de fabricação americana, quatro ainda estão em uso. “Os demais apresentaram avarias e não temos acesso a manutenção”, informou.

continua após publicidade

O prefeito Beto Preto anunciou que, nas próximas semanas, a GM de Apucarana vai receber também novos sistemas de comunicação, incluindo rádios móveis, fixos e HTs. “Estamos empenhados em dotar a Guarda Municipal de todos equipamentos necessários para o bom desempenho de suas atividades”, afirmou.

Em evento realizado na manhã de ontem na sede da Guarda Municipal, Marcos Antônio Fechio, instrutor de Taser e Spark, fez demonstrações de como o equipamento pode ser utilizado em diversas situações de conflito. “A principal função do Spark é provocar a incapacitação neuro-muscular por cinco segundos, tempo necessário para neutralizar e algemar a pessoa alvo”, explicou Fechio, acrescentando que a pistola tem 50 mil volts, mas a descarga é de baixa amperagem e não deixa sequelas.