Apucarana

Neta de pastor em Apucarana é localizada, confirma PM

Da Redação ·
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O mistério sobre o desaparecimento da neta do pastor da Assembleia de Deus, Daniel Sales Acioli, de Apucarana, chegou o fim. Na manhã deste domingo (19), o sargento Daniel Rodrigo de Souza, do Décimo Batalhão da Polícia Militar (BPM), confirmou que Isabelly Daiany Thomas Acioli, de 14 anos, foi localizada na casa de uma família na cidade de Ribeirão Claro, na região do Norte Pioneiro do Paraná, na divisa do Paraná com São Paulo. A família havia registrado um boletim de ocorrência relativo ao caso na noite da sexta-feira na Décima Sétima Subdivisão Policial (SDP). 

Inicialmente o Serviço de Inteligência (P2) da Polícia Militar apurou, através de imagens de câmeras de segurança, que a menina foi até a rodoviária de Apucarana e comprou uma passagem de ônibus para Londrina. “Depois ela pegou outro ônibus de Londrina até Jacarezinho e posteriormente outro coletivo até Ribeirão Claro, onde uma família a acolheu, mas não informou a polícia sobre a presença de uma menor estranha na casa, isso já indo para o segundo dia de pernoite, e por essa razão a referida família de Ribeirão Claro deverá ser questionada pelas autoridades”, afirmou Rodrigo.

AGONIA - A família da menor ficou agoniada com o sumiço da menina, ocorrido no início da manhã de sexta-feira (17). Segundo relatos da tia da menina, Eliane Acioli Denobi, Isabelly Daiany que estuda no Colégio Glorinha, de Apucarana, ia de van para a escola, por volta das 7 horas da manhã de sexta-feira (17), quando uma quadra depois de sair de casa pediu para o motorista parar o veículo, pois havia esquecido um trabalho que tinha que entregar na aula em casa. Isabelly desceu do veículo escolar e não voltou mais.

“Após percebermos o sumiço da Isabelly, entramos em contato com o motorista da van, que explicou o pedido dela para descer do veículo”, lembra Eliane.  “Ela não demonstrou nenhum sinal de que passava por um momento difícil ou algo do tipo. Um dia antes do sumiço, ela estava com a família em um shopping de Londrina, brincando e se divertindo” relembra Eliane.  

A menor agora encontra-se na casa dos pais e, conforme o sargento Rodrigo, está um pouco abalada emocionalmente.

continua após publicidade