Apucarana

Dois réus vão a júri hoje no Fórum de Apucarana

Da Redação ·
A sessão do Tribunal é presidida pelo juiz Oswaldo Soares Neto, diretor do Fórum Desembargador Clotário de Macedo Portugal - Foto: Bruno Leonel
A sessão do Tribunal é presidida pelo juiz Oswaldo Soares Neto, diretor do Fórum Desembargador Clotário de Macedo Portugal - Foto: Bruno Leonel

João Luiz Mendes e Rodrigo Emanuel Motta, acusados de tentativa de homicídio, estão sendo julgados hoje em Apucarana. Eles são acusados de  fazer tocaia e tentar matar José Maurílio da Silva, conhecido como "encantador de serpentes", de 47 anos - O crime ocorreu em 11 de outubro de 2007. O fato ocorreu no carreador de um sítio na região do distrito do São Domingos.

continua após publicidade

Maurílio reagiu tomou a arma de um dos autores do crime e atingiu João Luiz Mendes - O ferimento deixou João tetraplégico. Maurílio foi submetido a cirurgia e se recuperou bem das lesões. O outro envolvido no crime, Rodrigo Emanuel Motta se evadiu do local.

Os dois receberiam R$ 5 mil pelo crime e uma espingarda Winchester 22. O crime teria sido encomendado por um homem identificado como Lino Garcia, devido a discussões anteriores motivadas por divisões de terras rurais.

continua após publicidade

Devido a um atestado médico (decorrente da paralisia), apresentado pelo advogado de João Luiz mendes, ele foi liberado do júri desta quinta-feira (19) - Embora ainda seja considerado réu do crime. A sessão do Tribunal é presidida pelo juiz Oswaldo Soares Neto, diretor do Fórum Desembargador Clotário de Macedo Portugal. O promotor de justiça atuante no caso é Thiago Cava. O advogado de defesa do caso é João Batista Cardoso.

Até às 17h50min o júri ainda não havia sido finalizado em Apucarana.