Apucarana

Vale do Ivaí avalia indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Da Redação ·
Vale do Ivaí avalia indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - Foto: Divulgação
Vale do Ivaí avalia indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - Foto: Divulgação

O Movimento Nós Podemos Apucarana e Vale do Ivaí realizou nesta terça-feira (17/03), no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), localizado no Jardim América, o “Círculo de Diálogo sobre os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM)”. O encontro avaliou indicadores da região e discutiu o que ainda poderá ser feito até o final do ano, quando o programa completa 15 anos de existência e deverá ocorrer uma prestação de contas junto ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O Círculo de Diálogo contou com a presença do prefeito de Apucarana, Beto Preto, e de Rio Branco do Ivaí, Gerôncio Carneiro Rosa, além do consultor do PNUD para os três estados da região Sul do Brasil, Daiçon Maciel da Silva. Também participaram do encontro secretários municipais, vereadores e representantes da sociedade civil. O evento é uma promoção do Colegiado Regional ODM, com o apoio do Serviço Social da Indústria (Sesi-PR), Prefeitura de Apucarana e PNUD. Para o prefeito de Apucarana, o programa precisa avançar mais, não ficando restrito apenas à iniciativa pública, conseguindo também mobilizar cada vez mais a sociedade civil.

Beto Preto também afirmou que precisam ser reconhecidas e disseminadas ações com resultados efetivos. “De nada adianta ações colocadas em prática apenas para servir de vitrine ao marketing. Teve gestão em Apucarana que ganhou até prêmio indo na contramão do que preconiza o SUS. O atendimento das gestantes era feito num único espaço, quando o pré-natal deveria ser disponibilizado nas 27 Unidades Básicas de Saúde, perto da casa e dos profissionais responsáveis pelo acompanhamento da gestante”, avalia.

De acordo com o consultor do PNUD, o Brasil e outros 150 países assinaram em 2000 a Declaração do Milênio. Em 2004, o Governo Federal e a sociedade civil criaram o Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade e a campanha Nós Podemos – 8 jeitos de Mudar o Mundo. Já os núcleos estaduais foram criados partir de 2006, enquanto os colegiados regionais surgiram em 2013. No Paraná, atualmente existem 11 colegiados e um deles abrange o território do Vale do Ivaí. Daiçon, que é ex-prefeito de Santo Antônio da Patrulha (RS), afirma que o Círculo de Diálogo dos ODM busca avaliar se as metas estão sendo cumpridas.

“O Brasil já alcançou alguns índices, mas precisa melhorar os indicadores de mortalidade materna, na conclusão do Ensino Fundamental e na questão do esgotamento sanitário”, exemplifica, afirmando que no final do ano todos os países que assinaram a Declaração do Milênio deverão prestar contas junto ao PNUD. Segundo Márcia Regina de Souza, secretária de Assistência social de Apucarana e coordenadora regional do Colegiado ODM, um dos objetivos é aumentar o número de municípios que participam dos diálogos.

Além de Apucarana, estiveram representados no encontro desta terça-feira os municípios de Kaloré, Novo Itacolomi, Marilândia do Sul e Rio Branco do Ivaí. “O encontro também buscou sensibilizar os municípios a realizarem ações que contribuam com o desenvolvimento das suas localidades, no sentido de alcançar as metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio”, afirma Márcia, lembrando que os indicadores de cada estado e município podem ser conferidos no Portal ODM (www.portalodm.com.br).

Durante o encontro, também foram discutidos dados do Relatório de Acompanhamento Municipal que contém informações em áreas como geração de renda, educação, gênero, saúde e meio ambiente. “Queremos trazer todos os municípios para participar, visando a elaboração de um plano de desenvolvimento da região. Reunidos em grupos de trabalho, os participantes apresentam e discutem o problema de um determinado setor e refletem sobre o que cada cidade pode fazer”, explica Aline Calefi Lima, analista do Sesi-PR.

continua após publicidade