Mais lidas
Apucarana

Veja Vídeo - No 26º dia de greve, professores fazem mais uma passeata

.

Apucarana: No 26º dia de greve, professores fazem mais uma passeata - Foto: TNONLINE
Apucarana: No 26º dia de greve, professores fazem mais uma passeata - Foto: TNONLINE

A greve de professores e funcionários da rede estadual do Paraná chega ao 26º dia nesta sexta-feira (6) e mais uma passeata foi realizada por educadores em Apucarana, do platô da Praça Rui Barbosa até a sede do Núcleo Regional de Educação (NRE), na Avenida Munhoz da Rocha. De acordo com o professor João Luiz Calegari, o fim da paralisação ainda depende de alguns impasses para chegar ao fim. 

Calegari afirma que ainda falta definir um calendário de pagamento de atrasos que o governo deve sobre promoções e progressões. O professor acrescenta que a classe aguarda definição do comando de greve em Curitiba para realização de nova assembleia da categoria com objetivo de estabelecet uma data para a volta às aulas. "Nossa mobilização é de pauta, e não uma tomada de posição política", frisa Calegari. Em nota divulgada na quarta-feira (4), o governo do Paraná esclareceu que atendeu toda a pauta de reivindicações apresentada pela APP durante as negociações.

Entre os compromissos firmados está a não apresentação de qualquer projeto de lei que suprima direitos dos servidores públicos e, em particular, dos educadores. Apesar de ter tido acesso ao texto da decisão proferida pelo desembargador Luiz Mateus de Lima, o sindicato informou que até as 10h30 desta quinta não tinha sido notificado oficialmente. Portanto, não podem ser multados. O App-Sindicato também informou que vai recorrer da decisão assim que forem notificados. O pedido pelo fim da greve partiu da administração estadual.

FOTO: TNONLINE


26º DIA DE GREVE
- Os professores e funcionários de escolas públicas do Paraná estão parados desde o dia 9 de fevereiro, quando quase um milhão de estudantes deveriam ter começado o ano letivo. Desde então, os trabalhadores estão acampados em frente à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep-PR). A mobilização dos servidores reúne cerca de 100 mil pessoas em todo o estado. Governo e trabalhadores já se reuniram três vezes para traçar um acordo.

REUNIÃO/TJ/APP/ESTADO - Uma comissão composta por integrantes do comando de greve participou na manhã desta sexta-feira(06) de uma reunião no Tribunal de Justiça do Paraná. Convocada pelo desembargador Luiz Mateus de Lima, a reunião contou com a participação de representantes do governo do Estado.

Depois de mais de duas horas de uma reunião tensa, ajustes foram realizados à proposta que será avaliada na tarde de hoje pelo comando estadual de greve. O comando produzirá e publicará um documento com as avaliações e encaminhamentos para a categoria.

Durante a reunião no TJ, o professor Hermes Silva Leão recebeu a notificação da justiça referente à liminar que determina o retorno imediato às aulas. A APP-Sindicato tem 24 horas para informar oficialmente a categoria o teor da decisão. O comando de greve avaliará todos os procedimentos jurídicos de recurso da liminar.

Pela comando de greve da APP-Sindicato – Hermes Silva Leão, Walkiria Olegário Mazetto, Celso José dos Santos, Luiz Carlos Paixão da Rocha e Rodrigo Tomazini.

Pelo governo do Paraná – Eduardo Sciarra – chefe da casa civil; Fernando Xavier Ferreira – secretário de educação; Deputado Luiz Claudio Romanelli – líder do Governo; Deputado Professor Lemos; Deputado Nereu Moura.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber