Apucarana

Caminhoneiros recebem mais doações  em bloqueio na BR-376

Da Redação ·
Daniela Ferrari, de Apucarana, foi uma das pessoas que fez doação de alimentos para os manifestantes - Foto: Bruno Leonel
Daniela Ferrari, de Apucarana, foi uma das pessoas que fez doação de alimentos para os manifestantes - Foto: Bruno Leonel

Centenas de caminhoneiros que participam de bloqueio no km 245 da BR-376 (Rodovia do Café), na zona sul do município de Apucarana, estão recebendo nesta quarta-feira (25) à tarde doações de mais alimentos e água potável, além de produtos de higiene e limpeza e até medicamentos, repassados por simpatizantes do movimento, como empresários, professores e outras categorias profissionais . Nesta tarde os caminhoneiros fizeram até um churrasco no local.

continua após publicidade

José Carlos de Souza, o "Crica", é um dos centenas de caminhoneiros que participal do protesto. "Aqui não há liderança individual; todos somos um. Querermos agradecer a todas as pessoas de Apucarana, Califórnia, Cambira, Rio Bom e outras cidades que vêm aqui no local do bloqueio para se solidarizar com a gente e nos repassar doações", destacou Souza.

continua após publicidade

As doações para os caminhoneiros não param 
de chegar em local de bloqueio - Foto: Bruno Leonel


Fernando Fracassi, de Califórnia, era uma das pessoas que estava no protesto para fazer doação. "Vim aqui doar água mineral e acho muito legítimas as reivindicações dos caminhoneiros", afirmou.

continua após publicidade

Daniela Ferrari, de Apucarana, foi outra pessoa fez doação de alimentos para os manifestantes. "Esse é um movimento justo. Por isso somos solidários aos caminhoneiros. Queremos e lutamos por melhorias não só para os motoristas, mas para a toda a sociedade", frisou.  

continua após publicidade

Alimentos e água potável, além de produtos de
higiene e limpeza e até medicamentos estão
entre os itens doados - Foto: Bruno Leonel



11 ESTADOS
- Os caminhoneiros realizas protestos semelhantes em outros 11 estados do Brasil. Os caminhoneiros pedem a redução do preço do óleo diesel e da tarifa de pedágio, entre outras reivindicações. Conforme lideranças do movimento, ainda não há previsão para o término dos bloqueios nas rodovias.