Apucarana

Moradores resistem a demolições de casas no "Charles Chaplin"

Da Redação ·
Casas do Charles Chaplin estão sendo demolidas em Apucarana (Fotos: Delair Garcia)
fonte:
Casas do Charles Chaplin estão sendo demolidas em Apucarana (Fotos: Delair Garcia)

 Alguns moradores do Conjunto Habitacional Charles Chaplin, situado na zona norte de Apucarana, ofereceram resistência a ordem de desocupação de casas, com posterior mudança para outras unidade habitacionais disponibilizadas pela prefeitura. A informação foi confirmada nesta terça-feira (3) pela Guarda Municipal (GM), que deu apoio à Secretaria de Obras e Assistência Social para que a desocupação fosse realizada. As casas do conjunto começaram ser demolidas pela prefeitura de Apucarana no mês de abril do ano passado, em programa que envolve parceria com o setor de assistência social do município para melhorar a qualidade de vida dos moradores da localidade. 

Esgoto a céu aberto, venda e consumo de drogas em plena luz do dia e até registro de vários homicídios. Essa era a realidade cotidiana do Conjunto Charles Chaplin. As cerca de 25 moradias com cerca de 35/30 metros quadrados são demolidas à medida em que as famílias são transferidas para o recém-construído Residencial Sumatra, com todas infraestrutura para beneficiar os populares, como saneamento, água e luz. Os entulhos são retirados logo após a demolição das casas.

CONSTRUÇÃO - Construído na administração do ex-prefeito José Domingo Scarpelini (1989/1992), com a finalidade inicial de abrigar apenas idosos, ao logo do tempo o projeto foi se desvirtuando e o conjunto se transformou em área habitacional improvisada e de vulnerabilidade social, com pontos de vendas de drogas e frequentes ocorrências policiais de diversas naturezas, a despeito do fato de a maioria das pessoas que residem no bairro serem trabalhadoras e ordeiras.

Conforme o prefeito de Apucarana, Beto Preto (PT), depois que todas as unidades habitacionais forem demolidas, o local deverá dar lugar a uma ampla e moderna área de lazer. A maioria dos moradores do local aprova a mudança patrocinada pela Prefeitura.

continua após publicidade