Apucarana

Hospital da Providência tem R$ 3,4 mi em dívidas

Da Redação ·
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Queremos que a sociedade conheça a realidade do hospital” Guilherme da Silva Borges, diretor executivo do HP.  O Hospital da Providência (HP) e o Hospital da Providência Materno Infantil de Apucarana estão criando um canal de comunicação com a comunidade para prestação de contas e troca de informações.

continua após publicidade

O chamado “Grupo de Contato” vai unir representantes do setor público, entidades filantrópicas e empresários, além de membros do corpo clínico dos hospitais e colaboradores em reuniões bimestrais para debater assuntos administrativos e projetos futuros para as instituições. A primeira reunião do Grupo de Contato aconteceu na noite de quinta-feira. Na ocasião, a diretoria do HP apresentou uma prestação de contas, com valores de recursos recebidos, despesas e os principais índices de serviços do hospital.

Hoje, o hospital tem dívidas parceladas que somam mais de R$ 3,4 milhões.  “Em 2014, foram realizados por mês, em média, 4.290 consultas, cerca de 330 atendimentos de urgência e emergência em nosso pronto socorro e mais de 200 partos. É um trabalho muito amplo para os hospitais que são referências para Apucarana e outros 17 municípios da região”, explanou o diretor executivo do HP, Guilherme da Silva Borges. Ele ressaltou ainda que 2014 foi fechado com saldo positivo para as organizações. “Até 2013 havia déficits nos dois hospitais, o que gerou dívida de R$ 3.412.173,32. Mas em 2014 conseguimos conquistar um leve superávit e com isso vamos pagando as parcelas de empréstimos.

continua após publicidade

Estimamos que em 28 meses tudo esteja quitado, mas até lá não temos recursos próprios para investimento, por isso também estamos implantando a captação de recursos para buscar apoio junto a pessoas jurídicas, ONGs e setor público”.

Ainda de acordo com o diretor executivo, no ano passado a principal fonte de receita para compra de novos equipamentos e mobiliário foram doações e projetos de incentivos de entidades, que somaram o valor de R$ 227.722,15. Na reunião ainda foram apresentadas novas implantações administrativas, como a criação do setor de gestão de custos, auditoria de processos e reestruturação do escritório da qualidade. Borges acredita que o Grupo de Contato vai contribuir para o vínculo entre as demandas da sociedade e a atuação estratégica da diretoria do hospital. “O HP precisa de uma voz junto à comunidade, para informar as dificuldades, os planejamentos, as metas para 2015, enfim, para compartilhar os desafios e receber apoio.

A crítica é sempre bem-vinda, mas precisamos de algo mais, queremos que a sociedade conheça a realidade do hospital”, afirmou o diretor executivo. 

A diretora geral do HP, Irmã Geovana Aparecida Ramos, também acredita na eficácia do contato entre o hospital e a sociedade organizada de Apucarana e região. “É importante resgatar a história dos 68 anos do HP, que sempre esteve próximo da cidade. Mesmo com dificuldades, vemos horizontes de voltar a nos aproximar da comunidade, que esteve afastada, mas cuja relação é fundamental para evoluirmos”, conclui a irmã.  A próxima reunião do Grupo de Contato acontece em 27 de março.